Oscar 1931/32


Neste ano, ainda vigorava a antiga regra da Academia pela qual uma diferença de até 3 votos entre concorrentes determinava o empate entre eles. Atualmente, so há empate quando eles têm exatamente o mesmo número de votos. A atuação de Wallace Beery, em O CAMPEÃO, teve apenas um voto menos que a de frederic March, em O MÉDICO E O MONSTRO. Assim, os dois ganharam estatuetas de Melhor Ator.

Outra estatueta foi encomendada às pressas para que não ficasse faltando uma na cerimônia de entrega. Desse ano em diante, a Academia passou a providenciar estatuetas extras para qualquer eventualidade. O banquete se realizou no dia 18 de novembro de 1932, no Ambassador Hotel, oito dias depois da eleição de Franklin Roosevelt. Lionel Barrymore foi o mestre de cerimônias.

Curtas- Metragens foram premiados pela primeira vez, sendo a categoria dividida em três segmentos: desenho, comédia e inovação. Walt Disney recebeu suas duas primeiras estatuetas

————————————————

GRANDE HOTEL
Melhor Filme


Irving Thalberg sacudiu o mundo cinematográfico colocando cinco dos maiores astros de seu estúdio – a Metro – num só filme. Foi a primeira produção all-star de Hollywood. Baseado no romance de Vicki Baum, cuja montagem teatral a Metro financiou, comprando, em compensação, os direitos para o cinema por apenas 35 mil dólares.

Passa-se num hotel de luxo, em Berlim. Num período de 48 horas, varias historias se entrelaçam, misturando romance, assassinato, tentativa de suicídio, nascimento e um verdadeiro conto de fadas no estilo Gata Borralheira, enquanto um hospede entediado, o Doutor Otternsclag (Stone), se queixa: “Grande Hotel…gente chegando…gente saindo…nunca acontece nada”.

Greta Garbo é a bailarina Grusinskaya. Sabendo que estava cercada de ótimos interpretes, deve ter resolvido dado o máximo de si para fazer brilhar sua personagem. E consegue admiravelmente. Maravilhosa nas cenas iniciais, esta encantadora na seqüência de amor com o barão arruinado Geigern (John Barrymore) que quer roubar suas perolas. Joan Crawford, como Fkaemmchen, a ambiciosa estenografa do magnata prussiano Preysing (Wallace Beery) esta soberba. Assim como Lionel Barrymore, fazendo Krigelein, seu contador moribundo, embriagado mas altivo. Segundo críticos da época, quem não viu o ator Siegfried Rumman como Preysing, no palco, achara a interpretação de Beery insuperável.

A critica citou Joan e Lionel como os melhores. Mas o estúdio tomou cuidado para que, em nenhuma cena, Crawford e Garbo aparecessem juntas.

E quando todos os grandes estúdios davam prejuízos, GRANDE HOTEL foi o principal responsável pelo lucro de oito milhões de dólares que a Metro teve, em 1932. Foi também o único filme a ganhar o premio principal, sem ser indicado em nenhuma outra categoria.

Serviço: “Grand Hotel” (Metro – 1932) – 131min. / B&P / EUA – Diretor: Edmund Goulding. Elenco: Greta Garbo, John Barrymore, Joan Crawford, Wallace Beery, Lionel Barrymore, Lewis Stone & Jean Hersholt

————————————————

Melhor Filme
GRANDE HOTEL | MGM

MÉDICO E AMANTE | Samuel Goldwyn/United Arts
DEPOIS DO CASAMENTO | Fox
O CAMPEÃO | MGM
SEDE DE ESCÂNDALO | First National
EXPRESSO DE SHANGHAI | Paramount
UMA HORA CONTIGO | Paramount
O TENENTE SEDUTOR | Paramount

Melhor Diretor
Frank Borzage | DEPOIS DO CASAMENTO

King Vidor | O CAMPEÃO
Josef Von Sternberg | EXPRESSO DE SHANGHAI

Melhor Ator
Wallace Beery | O CAMPEÃO

Fredric March | O MÉDICO E O MONSTRO
Alfred Lunt | SÓ ELA SABE

Melhor Atriz
Helen Hayes | O PECADO DE MADELON CLAUDET

Marie Dressler | EMMA
Lynn Fontanne | SÓ ELA SABE

Melhor Roteiro Original
O CAMPEÃO

HOMEM DE PESO
O PREÇO DO DEVER
HOLLYWOOD

Melhor Roteiro Adaptado
DEPOIS DO CASAMENTO

MÉDICO E AMANTE
O MÉDICO E O MONSTRO

Melhor Fotografia
EXPRESSO DE SHANGHAI

MÉDICO E AMANTE
O MÉDICO E O MONSTRO

Melhor Direção de Arte
TRANSANTLÂNTICO

MÉDICO E AMANTE
VIVA A LIBERDADE!

Confira as outras Edições do OSCAR:
Oscar 1930/31 | Oscar 1929/30 | Oscar 1928/29 | Oscar 1927/28

Fonte: TUDO SOBRE O OSCAR – Fernando Albagli

Article Categories:
AWARDS

Comments

  • Pingback: Oscar 1932/33

  • Achei umas das maiores injustiças do Oscar. Um filme fraco, bobo, que nem merecia ter sido indicado. Ganhou por ter sido a maior bilheteria do ano.

    Bruno 6 de fevereiro de 2009 3:09 Responder
  • amei o filme..tenho em casa e esta entre os meus favoritos, nao canso de ver a cena: i want to be alone…..rs

    carlinhos 5 de fevereiro de 2009 7:47 Responder
  • Vi “Grande Hotel” recentemente e até gostei bastante, sem dúvida é bastante divertido e ainda acerta nos momentos dramáticos. Agora muito estranho esse fato de vencer melhor filme sem concorrer a nada mais. E o empate de ator foi entre quem?

    Vinícius P. 3 de fevereiro de 2009 13:18 Responder

Deixe uma resposta