Oscar 1927/28


Cinco meses antes da grande queda da Bolsa de Nova York, no ano em que o Empire States começou a ser construído e em que o gângster Al Capone foi condenado, a indústria cinematográfica sofria uma grande transformação: A transição do cinema mudo para o sonoro.

No dia 16 de Maio de 1929, cerca de 200 personalidades do cinema se reuiniram num tranquilo banquete no Hollywood Roosevelt Hotel. Celebravam o segundo aniversário da recém formada Academia e aplaudiam os vencedores dos primeiros prêmios distribuidos pela instituição, que tinha anunciado três meses antes, na última página de uma publicação chamada Boletim da Academia.

Não foi uma noite espetacular. Mereceu pequenas coberturas de jornais locais, mas foi totalmente ignorada pela imprensa nacional. Janet Gaynor estava presente para receber a estatueta, mas Emil Jannings já tinha voltado para casa, em Berlim. Pedira para levar a sua, e seu desejo fora atendido. Ele fora portanto a primeira pessoa a receber um OSCAR. Todos os filmes premiados eram mudos.

————————————————

ASAS
Melhor Filme
Melhor Engenharia de Efeitos


ASAS foi o único filme mudo a ganhar o Oscar Principal. Trata-se de um drama da aviação americana na Primeira Guerra Mundial, dirigido por Wellman, aos 28 anos, ele próprio piloto abatido na guerra. Conta a historia de dois pilotos, John Powell e David Armstrong (Rogers e Arlen), que se odeiam mas acabam ficando grandes amigos durante os treinamentos. Jack ama a sofisticada Sylvia (Ralston) que, por sua vez, é apaixonada por David.

No final, sem saber, Rogers abate o amigo que escapara através das linhas inimigas usando um avião alemão.

A popular atriz Clara Bow foi escalada para garantir uma boa bilheteria, e acabou tendo uma atuação muito elogiada, num pequeno papel, como Mary, interessada em Jack. Um simpático ator também chamou atenção num pequeno papel. Ele vinha fazendo algumas pontas, desde 1924. Seu nome era Gary Cooper. Hedda Cooper (mais tarde a colunista mais famosa de Hollywood) faz a mãe de Jack.

Mas a grande atração foram mesmo as cenas de ação aéreas. Algumas seqüências foram exibidas em Magnascope, uma espécie de precursor das telas largas modernas. E algumas cenas de batalha eram em cores (O azul do céu fazendo pano de fundo para o vermelho dos tiros das metralhadoras dos aviões). Primeiro grande show aéreo do cinema, foi tipo o espetáculo visual que fez a industria cinematográfica encontrar seu grande publico.

Serviço: “Wings” (Paramount – 1927) – 141min. / B&P / EUA – Diretor: William A. Wellman. Elenco: Clara Bow, Charles ‘Buddy’ Rogers, Richard Arlen, Jobyna Ralston, El Brendel, Richard Tucker, Gary Cooper, Gunboat Smith, Henry B. Walthall, Roscoe Karns, Julia Swayne Gordon & Arlette Marchal.

————————————————

AURORA
Melhor Qualidade Artística de Produção
Melhor Atriz (Janet Gaylor)
Melhor Fotografia

AURORA venceu tempo e gravidade com uma liberdade espantosa para o cinema mudo. Quem o assiste hoje, se admira da audácia da experimentação visual desse filme. Murnau era um importante expressionista alemão e com AURORA, sua câmera cinematográfica – por tanto tempo pesada e primitiva – afinal aprendeu a voar.

————————————————

Melhor Filme
ASAS | Paramount

SÉTIMO CÉU | Fox
A LEI DOS FORTES | Paramount

Melhor Qualidade Artística de Produção
AURORA | Fox

A TURBA | MGM
CHANG | Paramount

Melhor Diretor
Frank Borzage | SÉTIMO CÉU

Herbert Brennon | LÁGRIMAS DE HOMEM
King Vidor | A TURBA

Melhor Ator
Emil Jannings | A ÚLTIMA ORDEM
Emil Jannings | TENTAÇÃO DE CARNE

Richard Barthelmess | SEGREDO DA MORTE
Richard Barthelmess | ENTRE LUVAS E BAIONETAS

Melhor Atriz
Janet Gaynor | AURORA
Janet Gaynor | SÉTIMO CÉU
Janet Gaynor | ANJOS DA RUA

Louise Dresser | A OUTRA PÁTRIA
Gloria Swanson | SEDUÇÃO DO PECADO

Melhor Roteiro Original
PAIXÃO E SANGUE

A ÚLTIMA ORDEM

Melhor Roteiro Adaptado
SÉTIMO CÉU

PRIMAVERA DE ESPINHOS
O CANTOR DE JAZZ

Melhor Entretítulos
DON PIRATÃO

A VIDA PRIVADA DE HELENA DE TRÓIA
OH, LALÁ!

Melhor Diretor de Comédia
Lewis Milestone por DOIS CAVALEIROS ÁRABES

Ted Wilde por HAROLDO VELOZ

Melhor Fotografia
AURORA

SEDUÇÃO DO PECADO
BAILARINA DIABÓLICA
CHAMA DO AMOR

Melhor Direção de Arte
A TEMPESTADE
A MULHER COBIÇADA

SÉTIMO CÉU
AURORA

Melhor Engenharia de Efeitos
ASAS – Paramount

A VIDA PRIVADA DE HELENA DE TRÓIA
O CANTOR DE JAZZ

Fonte: TUDO SOBRE O OSCAR – Fernando Albagli

Article Categories:
AWARDS

Comments

  • Pingback: Oscar 1928/29

  • Muito bom você postar essas informações sobre edições antigas do Oscar, pois realmente sei pouquíssimo sobre os vencedores dessa época. Impossível é encontrar esses títulos em DVD, mesmo assim adorei como fonte de curiosidade.

    Vinícius P. 11 de abril de 2008 22:49 Responder

Deixe uma resposta