Dossiê Oscar 2009: Melhor Ator Coadjuvante


Heath Ledger | O CAVALEIRO DAS TREVAS
Resenha | Site Oficial

Em O CAVALEIRO DAS TREVAS, Heath Ledger interpreta o Coringa, a personificação da teoria do Caos, um psicopata criminoso ensandecido cuja (única) obsessão é humilhar Batman.
Indicação Póstuma

Histórico
É a segunda indicação de Heath Ledger ao Oscar. Ele foi indicado como Melhor Ator em 2005 por O SEGREDO DE BROKEBACK MOUNTAIN. Heath Ledger ganhou praticamente todos os Prêmios da Temporada, incluindo o Globo de Ouro, o SAG Awards (Prêmio do Sindicato), o Critics Choice Awards e mais 20 Prêmios de Crítica, onde o de Los Angeles é o mais importante. Foi indicado também ao BAFTA. O CAVALEIRO DAS TREVAS foi indicado ao Oscar em oito categorias: Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Direção de Arte, Melhor Fotografia, Melhor Edição, Melhor Maquiagem, Melhor Edição de Som, Melhor Mixagem de Som e Melhor Efeitos Visuais.

——————————


Robert Downey Jr. | TROVÃO TROPICAL
Resenha | Site Oficial

Como Kirk Lazarus, Robert Downey Jr. interpreta um ator australiano branco que imerge completamente no papel de um soldado negro para interpretar um filme de Guerra, no Vietnã.

Histórico
É a segunda indicação de Robert Downey Jr. ao Oscar. Ele foi indicado como Melhor Ator em 1992 por CHAPLIN. O ator foi indicado como Melhor Ator Coadjuvante no Globo de Ouro, no SAG Awards (Prêmio do Sindicato), no Critics Choice Awards, no BAFTA e como runner up nos círculos de crítica de St. Louis, Detroit, Dallas, África do Sul, Toronto e Chicago. Essa é a única indicação de TROVÃO TROPICAL ao Oscar 2009.

——————————


Josh Brolin | MILK – A VOZ DA IGUALDADE
Resenha | Site Oficial

Josh Brolin interpreta Dan White, um antigo bombeiro conservador que é eleito supervisor da Câmara Municipal de San Francisco ao mesmo tempo que Harvey Milk apóia uma política aberta pelos direitos da comunidade GLS.

Histórico
É a primeira indicação de Josh Broslin ao Oscar. Ele foi indicado também no SAG Awards e no Critics Choice Awards e foi eleito o Melhor Ator Coadjuvante segundo o National Board of Review e a Crítica de Nova York. Foi considerado runner up em Toronto, Dallas, St. Louis e a National Society of Film Critics. MILK – A VOZ DA IGUALDADE foi indicado ao Oscar em oito categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Trilha Musical, Melhor Roteiro Original, Melhor Edição e Melhor Figurino.

——————————


Phillip Seymour Hoffman | DÚVIDA
Resenha | Site Oficial

Em DÚVIDA, Philip Seymour Hoffman é Brendan Flynn, um padre progressista que leciona numa escola católica do Bronx na década de 60 e que é suspeito de ter abusado sexualmente de um estudante negro.

Histórico
É a terceira indicação de Phillip Seymour Hoffman, a segunda consecutiva como Ator Coadjuvante. Ele foi indicado ano passado por JOGOS DO PODER. Em 2005, ele recebeu o Oscar de Melhor Ator por CAPOTE. Por DÚVIDA, foi indicado também no Globo de Ouro, no SAG Awards, no Critics Choice Awards e no BAFTA. Foi eleito runner up pela Crítica em Dallas, Chicago e Toronto. DÚVIDA foi indicado ao Oscar em cinco categorias: Melhor Atriz, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz Coadjuvante em dupla indicação e Melhor Roteiro Adaptado.

——————————


Michael Shannon | FOI APENAS UM SONHO
Resenha | Site Oficial

Como John Givings, Michael Shannon interpreta um homem perturbado, confinado num instituto psiquiátrico que têm uma propensão implacável em dizer a verdade, mesmo que tudo soe indelicado.

Histórico
É a primeira indicação de Michael Shannon ao Oscar. Sua indicação foi considerada uma surpresa, já que não houve nenhum precedente importante na temporada de Prêmios. Apenas duas citações como runner up pela Crítica de Chicago e St. Louis. FOI APENAS UM SONHO foi indicado ao Oscar em três categorias: Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Direção de Arte e Melhor Figurinos.

——————————

O Oscar de Melhor Ator Coadjuvante…
Fato: Heath Ledger é dono da Melhor interpretação masculina do ano. Fato: Heath Ledger morreu, vítima de dose acidental de rémedios no auge da carreira. Sua morte é seu maior trunfo e seu maior rival: Um prêmio pode ser visto como uma bela homenagem ou como escolha macabra. Até aqui, tudo conspirou pela primeira opção, mas o fantasma da dúvida assola toda e qualquer premiação em que Heath Ledger concorrer. Tecnicamente, o “Coringa” é uma grande barbada, mas é díficil afirmar isso categoricamente.

O principal runner up seria Josh Brolin. Esnobado, ano passado, por ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ, sua indicação é uma espécie de reconciliação com a Acadêmia. Sua candidatura é relativamente forte, com lembranças importantes (Como o da Crítica de Nova York) e ausências igualmente importantes (Ele foi preterido no Globo de Ouro e no BAFTA).

Phillip Seymour Hoffman está pagando o pecado de ter ganho recentemente com CAPOTE. É a única explicação plausível para sua situação de momento: Ele está no meio termo: Quase favorito – Quase Azarão.

A indicação de Robert Downey Jr. se deve mais à HOMEM DE FERRO do que TROVÃO TROPICAL. Encarnando Tony Stark, o ator ensaiou um “coming back” perfeito para sua carreira onde Kirk Lazarus foi apenas a cereja do bolo. Foi um ano bom para Downey Jr. A indicação foi até merecida, mas não deve passar disso.

Por fim, a indicação de Michael Shannon foi uma bela surpresa. Sua interpretação é o ponto de combustão do filme, mas devido ao fracasso de FOI APENAS UM SONHO, ele se torna aqui, apenas um azarão na disputa.

Article Tags:
· · · ·
Article Categories:
AWARDS

Comments

  • Precisa dizer algo mais senão o nome de um dos maiores intérpretes que o cinema já viu?!
    -Heath Ledger-

    héber ribeiro 4 de fevereiro de 2013 22:13 Responder
  • O cara é/era muito bom… pensei que fosse ele, mas fez tão bem que pensei ser um ator mais velho.

    Pena não estar ”entre nós” pra receber o mercido oscar. :'(

    Erlick Lozzer KíLre 25 de fevereiro de 2009 4:35 Responder
  • Bem, foi muito merecido esse prêmio! Amo esse ator!!! E nesse filme o destaque maior foi “ele” pois nunca tinha visto um Batman tão apagado sem brilho, O Heath Ledger foi o protagonista o Coringa foi bem mais inteligente que do que o próprio Batman e sua atuação foi muito boa , Foi uma pena o Heath ñ ter vivido para receber seu merecido prêmio em mãos.

    Katiuscia Barros 24 de fevereiro de 2009 1:04 Responder
  • Acho que o primeiro comentário só fez repetir a opinião de quem escreveu este dossiê, ao dizer que Downey Jr. é um erro. Por mais peso que tenha tido o Homem de Ferro e a reavivada na carreira de Robert, considero justíssima a indicação: a interpretação como Kirk Lazarus está magnífica e hilária, embora umas tantas piadas se percam para o nosso público latino-americano. Houve toda uma campanha online inclusive, para que Downey Jr. fosse indicado (Choose a Dude Playing a Dude Desguised as Another Dude). A meu ver quando Kirk Lazarus encarna o sargento negro Lincoln Osiris, Downey Jr. é colocado no mesmo nivel de um Gary Oldman, que é conhecido por fazer papéis completamente diferentes uns dos outors e estar “irreconhecível”.
    Considerando também que filmes de comédia QUASE NUNCA são indicados para qualquer categoria que seja, isto põe Trovão Tropical num outro patamar de filme de comédia, inclusive quando se considera a cuidado com que o filme foi feito, e as interpretações dos outros atores do filme.

    Claro que com Heath Ledger no páreo é praticamente impossível que Downey ganhe a estatueta, mas a indicação não deixa de ser merecida, mais pelo presente que foi Kirk Lazarus do que qualquer Homem de Ferro.

    Publicano 22 de fevereiro de 2009 16:24 Responder
  • Ninguem merece tanto este premio quanto heath ledger, sua atuaçao como coringa e uma das mais fantasticas que o cinema ja viu, na verdade o batmam e quem foi o coadjuvante no filme o cavaleiro das trevas e o heath merecia mesmo era ganhar o premio de melhor ator!
    Isso sim seria uma homenagem a altura!!!

    yan xavier 20 de fevereiro de 2009 12:40 Responder
  • Sem duvida nem uma heath ledger é o melhor o filme “Batman Cavaleiro das Trevas” foi um dos filmes mais bem feitos q eu ja vi, e o heath se encaichou perfeitamente no papel a atuação dele foi perfeita.

    Henrique Lopes 12 de fevereiro de 2009 11:22 Responder
  • vi todas as atuaçoes gostei de michael, mas e incrivel como legder sumiu no louco do coringa. as vezes voce esquece que um ator que atuo emm outros filmes e pensa que um cara novo. .o premio nao tem que vir por consolo, homenagem, medo de vaias, mas por que e amelhor atuaçao.mas se nao dar vai ser a maior de todas injustiças.
    mas e barbada essa ja ganhou varios premios.

    flavio 9 de fevereiro de 2009 19:28 Responder
  • Não tem nem o que dizer desta categoria. A vitória de Heath Ledger era anunciada desde que “O Cavaleiro das Trevas” estreou.

    Kamila 2 de fevereiro de 2009 20:35 Responder
  • Não há jeito do Heath Ledger perder aqui, ainda mais num ano em que a seleção é tão fraca. Todos os outros tiveram boas atuações, mas não vejo ninguém aí que fez um terço do que o Ledger alcançou em “The Dark Knight”.

    Vinícius P. 2 de fevereiro de 2009 11:42 Responder
  • Robert Downey Jr. é um erro (talvez fora lembrado mais pelo prestígio e sucesso do Iron Men, do que por essa superestimado comédia). Michael Shannon foi prestígio, uma tentativa de, alguma forma, promover o fracassado Foi Apenas Um Sonho (nem Kate foi lembrada por este, e olha que é muito mais elogiada do que por The Reader). Phillip Seymour é um grande ator mas, aqui, levou a indicação mais pelo conjunto do elenco do que por uma atuação isolada, o que é justíssimo. Josh Brolin é o único que poderia oferecer risco á premiação certa de Heath, pois, talvez, seja o mais consistente dos outros três. Mas isso não vai acontecer: Heath é barbada. A Academia o deve isso.

    Gabriel Marcelo 1 de fevereiro de 2009 22:26 Responder

Deixe uma resposta