WGA pressiona, SAG adere e Premiações se esvaziam

O Sindicato dos Roteiristas (WGA) declinaram na negociação com a Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood para chegar a um acordo interino e salvar a cerimônia de entrega dos Globos de Ouro, em 13 de janeiro.

Os roteiristas afirmaram, em comunicado, que se mantém firme em sua posição de fazer piquetes no Globo de Ouro, como haviam anunciado. A greve dos roteiristas ameaça seriamente a cerimônia de premiação, que muitos consideram a ante-sala do Oscar. Além disso, os sindicatos não autorizaram a exibição de qualquer trecho dos filmes indicados, tão pouco clipes de edições anteriores.

Cerca de 3 mil se concentrarão na entrada do hotel, e muitos dos indicados não estarão presentes em apoio aos trabalhadores, alinhados com o pedido feito pelo Sindicato dos Atores para que boicotem a cerimônia.

“Temos um profundo respeito e admiração pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood, mas estamos imersos em uma luta crucial que protegerá nossas receitas e nossos direitos sobre a propriedade intelectual para as próximas gerações”, afirmam os roteiristas.

Embora o televisionamento esteja confirmado. Por enquanto, a Rede NBC cancelou todas as chamadas televisivas do Globo de Ouro em seus comerciais. Nos bastidores, discute-se um possível adiamento da cerimônia ou, até mesmo, um evento privado. Outras premiações correm o mesmo perigo como o Critics’ Choice Awards, o Oscar e o Prêmio Spoiler de Cinema.

A crise entre roteiristas e produtores se concentra nos valores que os escritores recebem pela venda das séries de televisão em DVDs, uma prática que gera grandes receitas para os estúdios de televisão, e também pelas emissões das séries pela internet.

Article Categories:
AWARDS

Comments

  • Hehehe, adorei: “Outras premiações correm o mesmo perigo como o Critics’ Choice Awards, o Oscar e o Prêmio Spoiler de Cinema”. Falando sério, acho que essa greve já passou do momento de terminar. Até que a causa tinha meu apoio, mas agora que estão acabando com a ‘awards season’, não mais.

    Abraço!

    Vinícius P. 6 de janeiro de 2008 15:37 Responder

Deixe uma resposta