Mundo Oscar 2009 | Cannes, Annecy, Toronto e o Oscar

Entregue as Palmas e encerrado o festival mais mediático do planeta, o saldo de Cannes no fim das contas foi, mais uma vez, positivo em relação à corrida pelos Oscars. CHANGELING ou THE EXCHANGE foi o filme mais beneficiado: Não só consolidou Angelina Jolie pela briga de melhor atriz com Kate Winslet, mas também colocou o filme de Clint Eastwood na vitrine das estatuetas de Melhor Filme, Diretor, Roteiro Original e Figurinos.

Benicio Del Toro (Melhor Ator em Cannes) provou que seu principal adversário será mesmo a distribuição de CHE (ou THE ARGENTINE ou GUERRILLA) nos EUA. O filme de Sodenbergh ainda segue sem distribuição ou planejamento de lançamento, o que derruba seriamente suas pretensões. Hoje, o favoritismo de Del Toro já não é tão unânime como no começo do ano, mas sua icônica interpretação é suficiente não só para uma indicação de Melhor Ator, mas também para impulsionar Demian Bichir na briga de atores coadjuvantes.

Outro forte contender que brigou pela Palma de Ouro e não fez feio, foi a estréia de Charles Kauffman na direção com SYNECDOCHE, NEW YORK. O célebre roteirista de BRILHO ETERNO DE UMA MENTE SEM LEMBRANÇAS e QUERO SER JOHN MALKOVICH deve brigar por mais um Oscar de Roteiro Original ao lado de outro veterano: Woody Allen e seu VICKY CHRISTINA BARCELONA que, pode também, conceder à Penélope Cruz seu primeiro Oscar como atriz coadjuvante ao repetir o “papel” de Raimunda.

Da seleção oficial de Cannes, o único Oscar contender que ficou para trás foi BLINDNESS. O filme de Meirelles dividiu a crítica e caiu na cotação de todos os oscarbuzzers, mas deve ter uma segunda chance em Toronto, com uma forte campanha sobre Juliane Moore e a fotografia de César Charlone.

Por falar em Toronto, a curadoria do Festival divulgou recentemente a exibição de MIRACLE AT ST. ANNA, polêmico filme do polêmico Spike Lee. Vale ressaltar que Toronto que atingiu importância nas últimas temporadas de premiação terá esse ano papel crucial na disputa, devido a antecipação de todo o calendário em favor das eleições americanas.

Toronto divulgou também o italiano IL DIVO. A Itália tornou-se, aliás, a atual favorita ao Oscar de Filme Estrangeiro com três (ótimos) filmes no páreo depois do adiamento de LOS ABRAZOS ROTOS de Almodóvar para 2009. Seja qual for o filme escolhido pela Itália (IL DIVO, GOMORRA ou CAOS CALMO), é certo uma indicação do país na noite de gala. A Academia, não obstante, até mudou as regras da categoria para evitar um novo vexame como o ocorrido no ano passado quando o filme mais influente, o romeno 4 MESES, 3 SEMANAS E 2 DIAS sequer foi pré-indicado.

Há mais: Um filme, até então desconhecido, foi confirmado. GOOD de Vicente Amorim foi selecionado com um trailer “oscartástico” que pode impulsionar, mais ainda, as chances de Viggo Mortensen no ano. O ator tem uma agenda cheia esse ano com mais dois filmes bem cotados, APPALOOSA e THE ROAD.

Igualmente cheia é a agenda de Kate Winslet. Cinco vezes indicada ao Oscar, a jovem inglesa está em evidência com dois filmes fortes com chances de mais duas indicações: Como protagonista em REVOLUTIONARY ROAD e como coadjuvante em THE READER.

REVOLUTIONARY ROAD parece ser o filme a ser batido na temporada de prêmios, mas aos poucos começa a dar sinais de fraqueza. Caiu ligeiramente nas perspectivas de todas as categorias e foi ultrapassado por THE CURIOUS CASE OF BENJAMIN BUTTON, um filme que deve conciliar harmoniosamente o lado artístico com o técnico e ser indicado em 11 categorias.

E é nas categorias técnicas, o principal destaque até agora: DEFIANCE surge nas apostas com prováveis 5 indicações (Melhor Fotografia, Edição, Trilha Musical, Som e Edição de Som). Fãs mais exaltados cogitam até uma indicação de Daniel Craig, seja por DEFIANCE, seja pelo 22º filme de James Bond, QUANTUM OF SOLACE.

As estréias de WALL-E e KUNG FU PANDA já consolidam uma das categorias mais fáceis de previsão. O Oscar de Filme de Animação deve consagrar (novamente) a Pixar e seu robozinho chapliniano. O filme de André Stanton é cogitado, inclusive para Melhor Filme, mas a exemplo do ano passado, quando o Estúdio Disney decidiu esnobar a categoria em favor do Oscar de Animação para não dissipar as atenções, WALL-E deve repetir as indicações (e o feito) de RATAOUILLE, emplacando indicações também como Melhor Som, Edição de Som, Roteiro Original e Trilha Musical e, talvez, uma indicação em Canção, totalizando 6 indicações e o recorde entre animações.

A terceira e última vaga será a mais intrigante. Deve nomear uma animação de arte e as opções aqui são muitas. Há o estonteante VALSA PARA BASHIR (Grande destaque de Cannes esse ano), a nova obra de arte do Studio Ghibli, PONYO ON A CLIFF (Talvez adiado para 2009) ou, quem sabe, o grande destaque do Festival de Animação de Annecy esse ano, IDIOTS AND ANGELS de Bill Plympton, um dos mais conhecidos diretores de animação da industria cinematográfica.

Annecy, aliás, define também a disputa do Oscar de Curta de Animação emplacando dois ou três indicados para derrotar a nova obra de arte da Pixar, PRESTO, o filme do coelhinho esfomeado e o mágico desastrado que antecede WALL-E e encanta (igualmente) o público.

Por fim, CHÉRI surgiu nas cotações desse ano, mas foi adiado para 2009. Michelle Pfeiffer têm grandes perspectivas de figurar no OSCAR 2010.

A cobertura completa e as perspectivas do Oscar 2009 em todas as categorias você confere aqui.

Article Tags:
Article Categories:
AWARDS

Comments

  • Como ator de Birdwatchres o filme novo de marcho bechis rodado aqui em Mato Grosso do Sul torco para que nós sejamos indicados para o Oscar.
    DONIZETTI

    Donizetti 23 de setembro de 2008 19:51 Responder
  • Não vejo a hora de Michelle Pfeiffer voltar ao oscar!

    sandro 30 de agosto de 2008 1:57 Responder
  • Marfil, neste ano estou de molho em relação ao próximo Oscar, logo, só me resta ler e apreciar as suas anotações a respeito, assim como as de outros “oscarologistas” (como o Nathaniel R. e a Sasha Stone).

    Tomara que você esteja certo quanto a BLINDNESS, que Toronto o redima de recepção pouco entusiástica em Cannes, pois parece ser uma obra tão fora das convenções.
    Uma penca de indicações para WALL*E, seguindo o histórico excelente da Pixar, não seria surpresa mesmo…
    Vi o trailer de VICKY BARCELONA e Cruz deve ter o melhor papel; Allen faz mágica com suas atrizes coadjuvantes, que volta e meia acabam indicadas (só que não deu com Scarlett em MATCH POINT, mas ela não foi tão elogiada). Se Cruz estiver metade tão boa quanto estava em VOLVER, uau!

    No mais, aguardo para saber sua opinião sobre o ‘buzz’ aparentemente crescente de BATMAN: THE DARK KNIGHT.

    Cumps.

    Gustavo H.R. 10 de julho de 2008 1:17 Responder
  • Concordo com Vinícius. Um belo panorama da situação até o momento. Só vou discordar de uma coisa que você disse no seu texto: a briga pelo Oscar de Melhor Atriz será entre Kate Winslet, Angelina e Meryl Streep. Não menospreze a força que “Doubt”, provavelmente, terá na temporada de premiações.

    E continuo besta em ver que todo mundo continua ignorando as possíveis chances de “The Soloist”, próximo filme do Joe Wright. Acho que esta obra será um dos grandes concorrentes ao Oscar 2009.

    No mais, acho que tivemos até um primeiro semestre fraco no que diz respeito a buzz de possíveis indicados. “Wall-E” é mesmo o primeiro filme a causar tanto buzz em 2008.

    Kamila 6 de julho de 2008 20:36 Responder
  • Belo panorama da situação até o momento! Realmente esses filmes de Cannes que você citou têm tudo para conseguir ao menos uma indicação ao Oscar, especialmente “Changeling” – favorito absoluto, na minha opinião. Das estréias do primeiro semestre, “Wall-E” parece ser o único candidato com chances de indicação nas categorias principais, inclusive acho que irá ultrapassar as 5 nomeações de “Ratatouille”. Abraço!

    Vinícius P. 6 de julho de 2008 15:46 Responder

Deixe uma resposta