32ª Mostra SP: Cinema Mudo com Octuor de France

Mais uma vez a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo exibirá clássicos do cinema mudo com acompanhamento musical. Neste ano, os filmes O HOMEM QUE RI (1928), de Paul Leni, e POIL DE CAROTTE (1925), de Julien Duvivier, serão acompanhados da apresentação do grupo Octuor de France, que vem ao Brasil a convite do consulado francês.

O Octuor de France participa de projeto de renovação do cinema mudo com “projeções-concerto” de filmes clássicos. Nos concertos, o grupo executa peças originais, compostas especialmente para os filmes. As peças que serão executadas em São Paulo são de autoria do compositor Gabriel Thibaudeau. O grupo já se apresentou na Quinzena dos Realizadores, do Festival de Cannes, no Festival do Filme de Bolonha, no Festival de Montreal, entre outros.

Octuor de France

Criado em 1979 pelo clarinetista Jean-Louis Sajot, o Octuor de France dá prioridade à promoção da música de clarinete do século 18, evocando-a para a contemporaneidade. O conjunto destina-se a dominar o mais amplo repertório possível e seu nome atesta a vontade de difundir a música francesa para além de suas fronteiras, realizando turnês regulares no exterior. Os músicos do Octuor de

France desempenham formações de dupla a octeto, com ou sem piano. Eles oferecem à sua audiência um vasto repertório de clássicos, românticos e contemporâneos, e o público tem a oportunidade de redescobrir obras esquecidas ou raramente executadas. O Octuor de France encoraja compositores atuais a criarem novas peças musicais e também participa de acompanhamentos de filmes mudos. Já gravou obras de Antonin Reicha, Carl-Maria von Weber, Franz Schubert, Wolgang-Amadeus Mozart, Johannes Brahms, Joseph Haydn, Françaix e Jean Marcel Landowski.

No cinema mudo, gravou a música dO HOMEM QUE RI, escrita especialmente para o Octuor de France pelo compositor canadense, Gabriel Thibaudeau. O filme é um clássico de 1928 do diretor americano Paul Leni, baseado no famoso romance de Victor Hugo, L’HOMME QUI RIT. O grupo participou do lançamento do DVD do filme Visages d’Enfants (1925), de Jacques Feyder, cuja música foi escrita pelo compositor italiano Antonio Coppola e gravada em outubro de 2004.

Article Tags:
Article Categories:
FESTIVAIS

Deixe uma resposta