O Trailer do Oscar 2016

OSCAR AWARDS

Com os Festivais de Toronto e Veneza às portas de anunciar suas seleções oficiais, os principais contenders ao Oscar 2016 já se “colocam em consideração” pela (árdua) campanha da Temporada Ouro, e isso implica em vários trailers, fotos, posteres e afins. É a hora exata de especular e fazer um ajuste fino em nossas apostas, que aqui consiste nos principais títulos pela briga de Melhor Filme, ou aqueles que, hoje, tem a maior probabilidade de ser indicado na categoria. Eis os principais títulos na “estrada da fúria” dourada:



Duas cenas para ilustrar CAROL: A primeira, muito simples, um jogo de campo e contracampo para ilustrar o esboço de um fetiche, a relação entre as duas personagens, entre publico e seu filme, enquanto ao fundo, a trilha tem seus primeiros acordes. Tudo muito sutil. Extremamente delicado. Depois, e novamente, o fetiche do olhar, literalmente expresso no ato de fotografar. E quem? É senão Cate Blachett, o Sol pelo qual orbita todos os olhares, elogios, o glamour mesmerizante pelo qual se veste os segredos e um casaco de vison. Ainda não há trailer, mas aqui já se evidencia o quão longe este filme pode ir no Oscar2016. São 9 indicações projetadas: Melhor Filme, Diretor (Todd Haynes), Atriz (Cate Blanchett ), Atriz Coadjuvante (Rooney Mara), Roteiro Adaptado, donde é favorita em todas, além de Melhor Direção de Arte, Fotografia, Figurino e Trilha Musical.


O homem e a natureza: Uma relação doentia, feroz, selvagem… É, senão, o homem diante de si, dessa obsessão urgente. Um homem caçado. Um homem em caça. DiCaprio só em busca desse Oscar, enquanto Iñárritu – para delírio ou desespero dos fãs de BIRDMAN – filma esse ator com os mesmos cacoetes, a pirotecnia de câmera, os planos sequencia, a trilha exótica, a fotografia exuberante. Ame ou deixe, THE REVENANT se projeta ao Oscar 2016 com 8 indicações, sendo favorito em Melhor Ator (Leonardo DiCaprio), Ator Coadjuvante (Tom Hardy) e Montagem. Além de competir em Filme, Diretor (Alejandro González), Roteiro Adaptado, Fotografia e Edição de Som.


No jogo de gato e rato, de INTRIGA INTERNACIONAL, Steve Spielberg move suas peças pelo tabuleiro de xadrez, TINKER TAILOR SOLDIER SPY, e também um advogado, senão o peão, Tom Hanks no olho desse furacão, pela cortina de ferro, afinal a Guerra Fria. E nesse sórdido jogo (A temporada de prêmios?), BRIDGE OF SPIES ensaia 5 indicações ao Oscar 2016: Melhor Filme, Diretor (Steven Spielberg), Roteiro Original, Montagem e Trilha Musical. O elenco, por enquanto, corre por fora com Tom Hanks e Mark Rylance entre os mais cotados na disputa.


O roteiro é de Nick Hornby, cuja escrita já nos presenteou com ALTA FIDELIDADE tantas belas adaptações. O estilo é genuinamente inglês, com o qual se vê com DESEJO E REPARAÇÃO, RAZÃO E SENSIBILIDADE, ORGULHO E PRECONCEITO, um cinema projetado na tradição de se contar uma boa historia, cheia de encontros e desencontros, amores e felicidades, tragédias e futuro. Então, ERA UMA VEZ NA AMÉRICA uma jovem que veio construir sua vida e um filme que do nada, fez tudo em Sundance e, desde então, nutre seu sonho americano por uma (ou mais?) estatuetas. BROOKLYN é o “filme indie” do Oscar 2016 com projeção de 7 indicações ao prêmio, incluindo Melhor Filme, Diretor (John Crowley), Atriz (Saoirse Ronan), Atriz Coadjuvante (Julie Walters), Roteiro Adaptado, Figurino e Trilha Musical.

Ainda há pouco de THE DANISH GIRL para compartilhar, apenas o vislumbre (e o pedigree) daquele que conhece O DISCURSO DO REI e, portanto, tem lábia para disputar (mais) um Oscar e aqui com chance em 6 categorias, incluindo Melhor Filme, Diretor (Tom Hooper), Ator (Eddie Redmayne), Roteiro Adaptado, Figurino e Maquiagem. E favorito, por enquanto, nas duas ultimas categorias.


Visando sempre O LADO BOM DA VIDA, David O. Russell propõe mais do mesmo e isso inclui Jennifer Lawrence, Bradley Cooper e Robert De Niro em outra historia “feelling god”, agora de uma mulher que, do nada, se torna magnata de um império, espécie de ERIN BROCKOVICH dos negócios, e, aqui, com chances de 3 indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme, Atriz (Jennifer Lawrence) e Roteiro Original.


Oito Homens em conflito, oito homens e um Destino, incluindo Il buono, il brutto, il cattivo, é senão oito condenados, oito odiados, o novo filme de Quentin Tarantino e sua estranha diligência, diria estelar, com Samuel L. Jackson, Kurt Russell, Jennifer Jason Leigh, Walton Goggins, Demian Bichir, Tim Roth, Michael Madsen e Bruce Dern, todos perdidos na nevasca e – esperamos – encontrados no Oscar 2016 que já projeta 6 indicações à THE HATEFUL EIGHT: Melhor Filme, Ator Coadjuvante (Samuel L. Jackson & Kurt Russell), Atriz Coadjuvante (Jennifer Jason Leigh), Roteiro Original e Fotografia.


Sem qualquer voz, sem qualquer chance, SUFFRAGETTE irrompe pela tela – e ao longo da projeção – para nos contar um panfleto que rastreia a infantaria do movimento feminista, isso na Inglaterra, idos 1912: As mulheres vivendo no limbo, em lugares e trabalhos ermos, nesse jogo de gato e rato, presas por infrações triviais, em greve de fome, em marcha, em confronto – e repetidas vezes. Uma verdadeira causa pelo qual lutar e cujo Oscar 2016 adere de imediato com, talvez, cinco indicações, incluindo Melhor Filme, Atriz (Carey Mulligan), Atriz Coadjuvante (Helena Bonham Carter ), Roteiro Original e Trilha Musical.


Na sombra dA REDE SOCIAL, na pele de um dos maiores astros de Hollywood, Danny Boyle filma a trajetória de um ícone, talvez um dos maiores mitos da Era Digital, e falamos de STEVE JOBS. E é o suficiente para Fassbender dizer ao mundo: Hello, Oscar. Com projeção de 5 indicações ao Academy Awards, o filme tem chances de concorrer em Melhor Filme, Ator (Michael Fassbender), Ator Coadjuvante (Seth Rogen), Roteiro Adaptado e Montagem.


“Chamai-me Ishmael!”. E é assim que se revisita um clássico, a obra-prima, a aventura grandiosa de Herman Melville, revista por Ron Howard, o velho e o mar, o homem e a natureza, as esperanças da humanidade em torno de um monstro, ele, Moby Dick, ele, Ahab, ele, Chris Hemsworth, outrora Thor, agora um mortal em busca de vingança nO CORAÇÃO DO MAR. Ele, possuído por uma força demoníaca. Ele, munido de (e)feitos incansáveis. Então, “Chamai-me Oscar”, e ele virá em Melhor Filme, Fotografia, Montagem, Mixagem do Som, Edição de Som e Efeitos Visuais.

OS OUTROS


Há muitos outros contenders ao Oscar 2016, mas os mais fortes, com mais chances de serem indicados, são mesmo CINDERELLA (Melhor Direção de Arte, Figurino e Canção), DIVERTIDA MENTE (Melhor Roteiro Original e Filme de Animação), YOUTH (Melhor Ator Coadjuvante: Harvey Keitel), MACBETH (Melhor Direção de Arte e Figurino), PETER PAN (Melhor Direção de Arte e Maquiagem), STAR WARS VII: O DESPERTAR DA FORÇA (Melhor Trilha Musical, Mixagem de Som, Edição de Som e Efeitos Visuais) e MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA (Melhor Fotografia, Mixagem de Som, Edição de Som e Efeitos Visuais)

Article Tags:
Article Categories:
AWARDS

Comments

  • Sou insistente! Ainda aposto em “Silence”, do Scorsese!!!

    Cinéfila por Natureza 19 de julho de 2015 20:54 Responder
    • “Silence” só estreia ano que vem. Portanto não pode concorrer ao Oscar de 2016.

      BERIS 23 de julho de 2015 19:41 Responder

Deixe uma resposta