CANNES 2016 - BANNER

9 Filmes para o Oscar de Filme Estrangeiro 2013

Nove filmes prosseguem elegíveis ao Oscar 2013 de Melhor Filme Estrangeiro das 71 fitas que foram originalmente submetidas à categoria. Os filmes em ordem de favoritismo (com suas respectivas probabilidades de indicação) são:


1 . AMOUR | Michael Haneke – Áustria (99,9%)
2 . INTOCÁVEIS | E.Toledano & O.Nakache – França (99,9%)
3 . O AMANTE DA RAINHA | Nikolaj Arcel – Dinamarca (97,4%)
4 . NO | Pablo Larraín – Chile (72,7%)
5 . ALÉM DAS MONTANHAS | Cristian Mungiu – Romênia (65,6%)
6 . A FEITICEIRA DE GUERRA | Kim Nguyen – Canadá (54,7%)
7 . SISTER | Ursula Meier – Suíça (47,7%)
8 . KON-TIKI | Joachim Rønning & Espen Sandberg – Noruega (32,1%)
9 . THE DEEP | Baltasar Kormákur – Islândia (20,0%)

O processo seletivo do Oscar 2013 de Filme Estrangeiro é feito em duas fases. Na primeira, um comitê de algumas centenas de membros de Los Angeles assistem todos os 71 filmes submetidos em cabinês entre outubro e dezembro. Os seis melhores (mais votados), além de 3 fitas escolhidas por um comitê Executivo fecham essa lista restrita.

Essa Seleção vai ser peneirada até os cinco candidatos finais, eleitos por um outro comitê de Nova York e Los Angeles que vão assistir todos os 9 filmes entre 4 e 6 de Janeiro. O anúncio dos indicados será feito no dia 10 de Janeiro com cobertura do Spoiler.

Article Categories:
AWARDS

Comments

  • Não consigo entender o porque da crítica e do público brasileiro sempre superestimar as produções do Brasil. Soube dO Palhaço à algum tempo e confesso que fiquei ansioso para ve-lo e descobrir o que este filme tinha de extraordinário; me decepcionei. O filme não tem absolutamente nada de especial, pelo contrário, é igual a toda e qualquer produção do país tupiniquim; É exagerada, mal filmada, mal escrita e muito mal dirigida por Selton Mello(que mais uma vez não encontra o equilíbrio entre “o cômico” e “o dramático”. Não mereceu nem mesmo estar entre os 9 pré-indicados(e foi ótimo não ver isso acontecer).

    Héber Ribeiro 22 de fevereiro de 2013 18:54 Responder
  • é vero, concordo plenamente, eles não aprendem, por isso nunca entendi essa escolha sem noção.

    DYOGO 22 de dezembro de 2012 14:42 Responder
  • Sim O Palhaço é um excelente filme, mas para pleitar uma vaga isso só não basta. Além do lobby, raramente uma produção que é lançada a mais de um ano da divulgação da lista dos finalistas é indicado. Eles optam pelos filmes que estão em evidência. Se o Brasil quer mesmo voltar a disputar a estatueta algum, tem pensar nisso com mais atitude. Por exemplo, os filmes que acredito que teriam mais chances seriam Xingu, que tem o apelo ambiental, que está em alta. Heleno, que tem a influência de Rodrigo Santoro, que circula em Hollywood (e seria a chance dele também, fez um ótimo trabalho). Ou então ter apostado em O Som ao Redor, que é de longe o melhor filme brasileiro do ano e recebeu críticas ótimas de veículos importantes do meio. Mas eles nunca aprendem.

    Paulo Cesar 22 de dezembro de 2012 10:53 Responder
  • É LAMENTÁVEL, ESTAVA TORCENDO BASTANTE POR ELE, FAZER O QUÊ PESSOAL, MESMO ASSIM O FILME TEM SEU MÉRITO, RECONHECIMENTO SEJA COM OSCAR OU NÃO, ELE PREVALECE ENTRE OS MELHORES FILMES NACIONAIS E INTERNACIONAIS.

    DYOGO 21 de dezembro de 2012 15:09 Responder
  • eita, O Palhaço está fora? Que triste…

    bruno knott 21 de dezembro de 2012 13:21 Responder

Deixe uma resposta