AFI TOP10 – Fantasia


O mundo mudou…Sinto na Água…Sinto na Terra…Cheiro no Ar
J.R.R. Tolkien

O instituto AFI define “Fantasia”, o gênero de filmes onde personagens em live-action de nossa imaginação surgem na tela ou certas situações ou tendências transcedem as regras do mundo real. 50 fantasias foram analisadas por um comitê de jornalistas (entre eles, Mauricio Silva Fº, do Spoiler Movies), por sua significância histórica, impacto cultural e reconhecimento de público e crítica. Eis o resultado:

1

O MÁGICO DE OZ

Victor Fleming & King Vidor
1939

Antigamente não se percebia se os filmes eram coloridos ou não. Os filmes em si representavam um mistério tão extraordinário que, se eles quisessem ser em preto-e-branco, seria em razão de uma decisão deles. Mas foi justamente em O MÁGICO DE OZ, que o público percebeu a diferença entre P&B e colorido, no instante em que Dorothy foi expelida do Kansas em direção a Oz: Um mundo ofuscante “além do arco-íris”, repleto de cor, música e mágia

2

O SENHOR DOS ANÉIS: A SOCIEDADE DO ANEL

Peter Jackson
2001

A história virou lenda, a lenda virou mito e o mito virou filme: Uma aventura em época imemorial, luta épica e sem nuanças entre bem e mal, a predominância da magia. O SENHOR DOS ANÉIS: A SOCIEDADE DO ANEL inaugura uma trilogia que adapta com maestria o best-seller de J.R.R. Tolkien e tornou-se referência para o gênero.

3

A FELICIDADE NÃO SE COMPRA

Frank Capra
1947

A FELICIDADE NÃO SE COMPRA é um desses filmes que não envelhecem. É uma forte e fundamental parábola. Um cântico de natal às avessas repleto de inocência. Um dos mais belos filmes do mundo, pois trata de temas importantes com simplicidade e de maneira tocante sem nunca parecer piegas ou infantil. Como diz o ditado, “quem encontrou um amigo encontrou um tesouro”. Não é bonito o mundo de Capra? Talvez por isso é que nos faça chorar…

4

KING KONG

Merian C. Cooper & Ernest B. Schoedsack
1933

Foi esse modesto filme de monstro que abriu caminho para a atual era dos efeitos especiais, ficção científica, extermínio cataclísmico e choques ininterruptos. KING KONG é o pai de JURASSIC PARK, ALIEN e de inúmeras outras histórias em que os heróis são aterrorizados por meio de habéis CGIs. Mais que uma façanha técnica, é ainda uma fábula curiosamente tocante.

5

MILAGRE NA RUA 34

George Seaton
1947

Já houve filmes sobre Papai Noel, mas nenhum tão querido quanto MILAGRE NA RUA 34 de 1947. É a estória de uma menina que não acredita em Papai Noel porque a mãe realiza a festa natalina da loja Macy’s. Até que aparece o verdadeiro. Um encanto…

6

CAMPO DOS SONHOS

Phil Alden Robinson
1989

“Se você Construir, ele virá”CAMPO DOS SONHOS é uma experiência calorosa que comoveu crítica e público como nenhum outro filme de sua geração. Uma sentida homenagem a todos os que se atrevem a sonhar.

7

MEU AMIGO HARVEY

Henry Koster
1950

Elwood (James Stewart) é um sujeito muito legal, o problema é que ele leva seus amigos e parentes à loucura apresentando-lhes um coelho gigante, que parece estar presente apenas em sua cabeça. Seria Harvey real ou apenas imaginação de Elwood?

8

FEITIÇO DO TEMPO

Harold Ramis
1993

Bill Murray faz um repórter metereológico que vai cobrir a festa das marmotas em uma cidadezinha do interior dos EUA. Na manhã seguinte, acorda na cidade e descobre que está preso aos acontecimentos do dia anterior, vivendo uma eterna repetição.

9

O LADRÃO DE BAGDÁ

Raoul Walsh
1924

O LADRÃO DE BAGDÁ é uma experiência gratificante em vários aspectos. Uma fábula que encanta o público e o transporta para um mundo diferente, envolvido pelo drama e romance que rodeiam os personagens das mil e uma noites.

10

QUERO SER GRANDE

Penny Marshall
1988

Um menino de 12 anos faz um estranho pedido a uma máquina num parque de diversões: QUERO SER GRANDE. Como num passe de mágica, ele se transforma num jovem de trinta anos, mas mantém a mentalidade de uma criança. Não é a primeira vez que Hollywood tratou do tema. Mas trata-se de uma fórmula que dá certo, principalmente quando se tem à frente a direção eficiente de Penny Marshall e o carisma de um ator como Tom Hanks.

Article Tags:
Article Categories:
RANKINGS

Comments

  • Trocaria as duas primeiras posições, ainda que meu filme favorito dessa lista seja “Feitiço do Tempo” – bom ver que os votantes lembraram dele e de “Quero Ser Grande”.

    Vinícius P. 24 de junho de 2008 17:17 Responder
  • AMEI ver O MÁGICO DE OZ liderando esta lista, bem como a presença de A FELICIDADE NÃO SE COMPRA.

    Kamila 23 de junho de 2008 21:53 Responder

Deixe uma resposta