Mundo Oscar 2008 | Filme


ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZTrailer | Crítica | Site Oficial

Há pelo menos dois grandes favoritos nesta categoria. Um deles, cercado de um pouco de badalação, sai na frente. ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ, de Ethan & Joel Coen, correm na dianteira, com uma ligeira vantagem. O longa já foi eleito o melhor pelo Sindicato dos Produtores (PGA Awards) e dos Diretores (DGA Awards). Tradicionalmente, o DGA Awards coincide com a escolha da Academia, visto que grande parte dos votantes do Oscar é a mesma do DGA Awards.


SANGUE NEGRORoteiro | Trailer | Crítica | Site Oficial

Na trilha que leva ao Oscar de Melhor Filme, ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ parece estar no caminho certo. Mas pesa contra, o fato de ser uma produção nebulosa, com cenas violentas, além de ser de uma dupla de diretores anticonvencional e independente demais para o gosto da Academia. É aí que a saga de um homem obcecado pelo petróleo galopa bem de perto. SANGUE NEGRO, de Paul Thomas Anderson, também tem sido lembrado nas grandes premiações. Entre elas, o Prêmio da Crítica e dos jornalistas de Los Angeles. Contudo, seu diretor não tem obtido muito prestígio junto aos especialistas.


DESEJO E REPARAÇÃOTrailer | Crítica | Site Oficial

Já o britânico DESEJO E REPARAÇÃO, de Joe Wright, tem na bagagem um Globo de Ouro de Melhor Filme. O que em qualquer outra edição poderia parecer um trunfo – já que há quem considere o Globo de Ouro uma grande prévia da maior premiação do cinema –, dessa vez não passa de estatística. O longa britânico sequer figurou entre os indicados nas premiações dos sindicatos dos produtores, diretores, atores e roteiristas, origem dos votos para a escolha dos vencedores do Oscar. Dessa forma, levar a tão sonhada estatueta parece difícil para os britânicos.


CONDUTA DE RISCOTrailer | Crítica | Site Oficial

Corre mais por fora ainda CONDUTA DE RISCO, do diretor estreante Tony Gilroy. Apesar de ter sido bem recebido pelo público e crítica, tem em George Clooney seu único ponto forte diante das premiações. Mas, ao que tudo indica, a produção não deve atrapalhar o duelo entre o filme dos irmãos Coen e da produção “petroleira” de Paul Thomas Anderson. Fecha a lista dos concorrentes o adolescente e cult JUNO. O drama, sobre uma jovem grávida, parece estar na disputa mais para fazer número do que para tirar votos dos favoritos.


JUNOTrailer | Crítica | Site Oficial

Article Tags:
· ·
Article Categories:
AWARDS

Comments

  • Tanto “Desejo & Reparação” quanto “Juno” seriam facilmente descartáveis para ter na lista “Sweeney Todd-O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet” e “Na Natureza Selvagem”/”Ratatouille”.

    héber ribeiro 5 de fevereiro de 2013 19:31 Responder

Deixe uma resposta