Sorry We Missed You


Café da manhã com Ken Loach é assim: leite, sucrilhos e pão com ovo. Nem ruim, nem bom. Nada demais. A história de uma família simples assim, a mãe trabalha como cuidadora de idosos, o pai faz entregas com van para um aplicativo similar ao Uber (lê-se autônomo, sem direitos empregatícios). Há um casal de filhos adolescentes, um garoto e uma garota. Então nada acontece. Não há drama, nem comedia, apenas um filme do habitual Ken Loach… Aha! Então tem crítica social e voilá: Ela surge no terço final e nos arrebata! Maldito Loach, velhinho esperto!

Um filme que parte de um não-lugar, um não-tema, tal qual comercial de margarina, mas aos poucos vai nos envolvendo no estresse, na alienação, na construção (e depois fragmentação) dessa família. E novamente seus temas tão caros, a luta social, a desumanização progressiva do trabalho, a mutação dessa sociedade, cada vez mais apática e robótica, sim, é mais do mesmo, mas muito bem feito. Nada demais, nenhum grito, nenhuma explosão catártica, apenas um dominó elusivo, enfumaçado e impalpável de situações limites (e irreversíveis) que nos leva ao beco sem saída.

O suspense fica no boleto do cartão de crédito, o que se hipoteca em favor de um sonho e o custo (familiar) disso. O filme abre com o discurso de “você não é empregado, você é seu próprio patrão”, mas você sabe – expectador – que não é bem assim (ainda mais num filme de Loach). E com a projeção afora, as entregas do pai, os cuidados da mãe, o degringolar dos filhos, o filme feito sem ousadias pirotécnicas, cinema rococó e afins, apenas os quatro personagens, o texto em sua essência, cada diálogo em sua proposta mais humanista possível, vamos percebendo o quão sujo o jogo neoliberal capitalista pode ser e o panfleto social, outrora sussurrado, agora é escancarado de vez. É quase como acordar de um sonho bom, o despertador ao lado em plena parafernália, é sábado, você tem que trabalhar, mas não se preocupe, Ken Loach fez o café da manhã para vocês.

RATING: 76/100

TRAILER

Article Categories:
REVIEW · CANNES · TIFF

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.