Nasce uma Estrela


Ele surge eletrizante na tela e lá no infinito se ouve a música, o público clamando, aplaudindo, assobiando, e nesse frenesi de tantos ouvidos e tantas palmas, Bradley Cooper faz o seu show… Ele é uma estrela, naturalmente. Depois, em um bar qualquer, entre amigos e bêbados quaisquer, ele vê Lady Gaga, ouve “La Vie En Rose” e o mundo para de repente, os olhos se encontram, o riso se perde na boca, a voz lhe arrepia, lhe fala baixinho, lhe diz palavras de amor, de todos os dias e isso lhe toca. Ela também é uma estrela, afinal.

Então, Big Bang! NASCE UMA ESTRELA (ou é amor?). E desse filme-supernova, de “boy meets girl, boy loves girl”, onde tudo é novo, donde o ator se tornou diretor, a cantora se tornou atriz, vemos, senão, um casal embriagado dando seus primeiros passos. Começa num estacionamento de supermercado, na conversa fiada de “Eduardo e Monica”, em algumas confidencias, e é curioso como eles acabam de se conhecer e logo se vê uma química, esse tsunami de emoções donde ambos se entregam, seja pela canção ou pelo filme, mil vezes filmado e celebrado, outrora Janet Gaynor & Fredric March (nos anos 30), Judy Garland & James Mason (nos anos 50), Barbra Streisand & Kris Kristofferson (nos anos 70), mas agora é Bradley e Gaga, Jack e Ally, ambos no pub, ele a olhando pela primeira vez, ela olhando para ele, e a cena em 48 quadros.

Em resumo, Cooper mistura cinema com música e faz um show em primeira pessoa. Ainda é uma versão contemporânea de “A Star is Born”, um filme de Hollywood em essência, mas o diretor o faz com uma vibe própria, uma ode intimista sobre sentimentos e fracassos humanos, a vida mesclada nas canções de um punhado de artistas, nessa trilha original, nos vocais originais, na lente gentil que captura cada visual e cada toque. O resultado é como uma enorme explosão, uma história de amor. É o que faz você se sentir mais vivo. Nascem (duas) estrelas.

(*) Crônica livremente inspirada do material cedido pela Warner Bros. Pictures, incluso notas de produção e entrevista com o diretor
RATING: N/T

TRAILER

Article Categories:
TIFF · VENEZA · SAN SEBASTIAN · PREVIEW

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.