Cannes 2018, o dia depois

THE HOUSE THAT JACK BUILT

Um dia depois do anuncio de #Cannes2018, das surpresas e omissões, dos novos rumos dessa Seleção, talvez um pouco ousada, mas diria inovadora, com 7 cineastas estreando às Palmas, 3 mulheres (por enquanto) e um massivo contingente asiático, todos os olhos (e rumores) se voltaram aos esnobados, as prováveis adições e, claro, ao anúncio da Quinzena dos Realizadores e da Semana da Crítica. Sabe-se, por enquanto, que no dia 12, pouco antes da Coletiva de Imprensa, havia 20 filmes em Competição, mas no anúncio de Thierry Fréumax, apenas 18 foram conhecidos. Um deles, o próprio curador disse, era ROMA, de Afonso Cuáron, filme que a Netflix boicotou do Festival por não concordar com as regras. O outro, também foi citado na coletiva e a resposta foi um curto “vocês saberão em alguns dias” e sim, falamos da persona non grata, Lars von Trier e seu THE HOUSE THAT JACK BUILT. Por isso nenhum latino americano entre os vários concorrentes. Por isso apenas dois filmes americanos na competição.

Agora, vamos ao controle de danos: Saibam que Fréumax ainda tenta ROMA (o qual reconhece, é incrível), mas já está quase desistindo, ele próprio reconhece que a vaga será de uma mulher, e disso, surgem algumas possibilidades. Não seria Naomi Kawase, cujo VISION foi recusado (por seguir a mesma vibe – ou mel? – de ESPLENDOR), mas – vejam só… – HIGH LIFE, de Claire Denis e – sim, de novo – porquê apesar das declarações do produtor, da própria cineasta, e toda essa interminável pós-produção de efeitos, vazaram fotos (que foram retiradas), houve um screening “secreto” para o comitê de Cannes e ainda existe um (forte) rumor nos bastidores que o filme está pronto e em negociação com a Wild Bunch pela Premiere na Croisette. Caso não seja, a vaga fica em aberto para Mia Hansen-Løve (MAYA), Joanna Hogg (THE SOUVENIR – Pte.1) ou Catherine Corsini (UN AMOUR IMPOSSIBLE).

Sobre Lars von Trier, Fréumax declarou diversas vezes seu “perdão”, a vontade de trazê-lo de volta às Palmas e o faria de fato, na quinta mesmo, mas tal postura gerou um debate interno, rachou o comitê de seleção, e resolveram adiar o anúncio por “mais alguns dias” para chegar na tal decisão final ou, talvez, cedê-lo em definitivo para a Quinzena. Aguardemos, então, “mais alguns dias”, até terça, quando a Quinzena divulga sua Seleção Oficial.

Outras omissões notáveis são Nuri Bilge Ceylan, László Nemes, Carlos Reygadas, Mike Leigh e Valeria Bruni Tedeschi (esses foram recusados). Além de Jacques Audiard, Xavier Dolan, Jeremy Saulnier, Yorgos Lanthimos, Paul Verhoeven, Nadav Lapid e Julian Schnabel, que irão tentar os Festivais de Outono. Na madrugada do anúncio, vários sites confirmaram (e retiraram) Woody Allen como Filme de Encerramento. O próprio diretor preferiu lançar seu filme sem fanfarra ou estardalhaço, longe do circo de Cannes e, assim, o retirou do evento (e da polêmica #MeToo). O que abre a possibilidade de Brian de Palma (DOMINO), que estava especulado para essa vaga, encerrar de fato o evento.

Outra ausência notável foi o anúncio quase nulo de filmes latino-americanos e isso perante títulos aparentemente confirmados… E falo de PAJAROS DE VERANO, de Ciro Guerra, que teve fotos e trailers divulgados na véspera do anúncio; LA QUIETUD, de Pablo Trapero, que teve teaser revelado uma semana antes e mesmo OVERGOD, de Gabriel Mascaro, que em tese, seria um filme para Locarno (donde o diretor fez carreira com VENTOS DE AGOSTO), mas se tornou aposta quase certa (e isso confirmado por várias fontes), senão em Competição, ao menos na Un Certain Regard que, aliás, ainda tem cinco vagas. Hoje, alguns dias depois, sabe-se que PÁJAROS DE VERANO será o Filme de Abertura da Quinzena. E que o argentino MONOS, de Alejandro Landes, e o guatemalteco TREMORS, de Jayro Bustamente, estão confirmados na UCR. Sobre Trapero e Mascaro, silêncio absoluto.

Dito isso, reagrupamos nossas apostas para os anúncios da próxima semana. Confira abaixo:


71º Festival de Cannes | Apostas Finais
*** Apostas em Ordem de Probabilidade***

Competição (Adição) | Cannes 2018
THE HOUSE THAT JACK BUILT | Lars von Trier
HIGH LIFE | Claire Denis

runner ups | Competição (Adição)
MAYA | Mia Hansen-Løve
SUSPIRIA | Luca Guadagnino
THE BEACH BUM | Harmony Korine
RADEGUND | Terrence Malick
NON FICTION | Olivier Assayas
DONBASS | Sergei Loznitsa
THE SOUVENIR – Pte.1 | Joanna Hogg
ANGELO | Markus Schleinzer

Filme de Encerramento | Cannes 2018
DOMINO | Brian de Palma

Filme de Abertura | Sessão “Un Certain Regard”
UN COUTEAU DANS LE COEUR | Yann Gonzalez – Confirmado

Sessão “Un Certain Regard” (Adição)
MONOS | Alejandro Landes
TREMORS | Jayro Bustamente
MIRAI NO MIRAI | Mamoru Hosada
LA QUIETUD | Pablo Trapeiro
DILILI IN PARIS | Michel Ocelot

runner ups | Un Certain Regard
OVERGOD | Gabriel Mascaro
THE NIGHTINGALE | Jennifer Kent
CARAVAN | Sebastian Schipper
CONTINUER | Joachim Lafosse
THE FACTORY | Yuri Bykov
ALICE T. | Radu Muntean
“KINATAY 2″ | Brillante Mendoza
THE MERCY OF THE JUNGLE | Joël Karekezi
DESTROYER | Karyn Kusama
THE MAN FROM THE SEA | Kôji Fukada

Fora de Competição (Adição)
UN PEUPLE ET SON ROI | Pierre Schoeller
LORO pte. I e II | Paolo Sorrentino
SHADOW | Zhang Yimou

Filme de Abertura | Quinzena dos Realizadores
PÁJAROS DE VERANO | Ciro Guerra

Quinzena dos Realizadores
MANDY | Panos Cosmato – Confirmado
JOUEURS | Marie Monge
AU POSTE | Quentin Dupieux
PETRA | Jaime Rosales
MEKTOUB MY LOVE – SEQUEL | Abdellatif Kechiche
MISTER FREEZE | Romain Gavras
THE TOWER | Mats Grorud
VITALINA VARELA | Pedro Costa
CÓMPRAME UM REVÓLVER | Julio Hernández Cordón
LOS SILENCIOS | Beatriz Seigner
A FAMILY TOUR | Ying Liang
EVIL GAMES | Ulrich Seidl
FLEUVE NOIR | Erick Zonca
P.E.A.R.L | Elsa Amiel
THE MOUNTAIN | Rick Alverson
PASSED BY CENSOR | Serhat Karaaslan
COINCOIN AND THE EXTRA HUMANS | Bruno Dumont
I FELL GOOD | Gustave Kervern & Benoît Delépine

runner ups | Quinzena dos Realizadores
AMIN | Philippe Faucon
ANOTHER DAY OF LIFE | Raúl de La Fuente & Damian Nenow
SHEHERAZADE | Jean-Bernard Marlin
UNTITLED PROJECT | Maxime Giroux
JESSICA FOREVER | Jonathan Vinet & Caroline Poggi
SIBEL | Ç.Zencirci & G.Giovanetti
L’OISEAU DE PARADIS | Paul Aivanaa Manaté
TEMPO VERTICAL | Lois Patiño
THE WIND BLEW ON | Katrín Ólafsdóttir
QUIÉN TE CANTARÁ | Carlos Vermut

Filme de Abertura | Semana da Crítica
NOS BATAILLES | Guillaume Senez – Confirmado

Semana da Crítica
TRISTES MONROES | Gabriel Abrantes & Daniel Schmidt
SKATE KITCHEN | Crystal Moselle
THE VISITOR | Sebastian Godwin
ONLY YOU | Harry Wootliff
CHRIS THE SWISS | Anja Kofmel

Article Tags:
Article Categories:
FESTIVAIS

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.