Paraíso

PARADISE


PARAÍSO reflete, hoje, as grandes ilusões enterradas nas ruínas, o perigo da retórica do ódio e a necessidade da humanidade em usar o amor para triunfar sobre o mal. Um trabalho minucioso da historia, da Segunda Guerra Mundial, da ocupação francesa e seu movimento de Resistência, da ideologia nazista, da ordem militar alemã, bem como a organização e o cotidiano dos campos de concentração. Isso feito, flertando com o documentário, usando materiais de arquivo da Rússia, Alemanha, França e EUA, filmando em três línguas – russo, alemão e francês.

Sim, um filme sobre os horrores do fascismo e do Holocausto, mas longe do seu tom épico, das cenas de massa e dos panoramas de grande escala. A ideia, ao invés disso, é criar algo mais intimista, pessoal, quase um close-up dos personagens, enquanto ao fundo se percebe a guerra e suas devastações. E nesse monologo, três histórias, três documentos, nenhum roteiro, somente o drama desses personagens entrelaçados pelo conflito, seu discurso, suas confissões. Cada personagem na linha de tiro entre suas fraquezas e convicções. O filme orbitando em torno de Olga (uma aristocrata russa e membro da Resistência Francesa), Jules (um francês bon vivant que se torna um nazista implacável) e Helmut (o herdeiro de uma tradicional família alemã que galga as fileiras da SS rumo às altas patentes) e todos motivados pelas atrocidades da guerra, fazendo suas próprias escolhas, agindo, reagindo, conforme suas crenças.

Então, nesse jogo de perguntas e respostas, entre o bem e o mal, a humanidade e a atrocidade, Andrei Konchalovsky filma em preto e branco, tantos silêncios, tensões e confissões, um pouco de melodrama, quase no tom de um antigo cinejornal, tudo para ampliar nossa percepção nessa abordagem tão lacônica à imagem, a câmera estática, a ausência de cor, os objetos, os trajes, a linguagem, mas principalmente os sentimentos, o horror, o pânico, na tela tão espontâneos e poderosos. Esse é o apelo, a imersão e – ame ou deixe – esse mundo.

(*) Crônica livremente inspirada do material cedido pela ARRI Media International, incluindo a entrevista com o diretor
RATING: 68/100

TRAILER

Article Categories:
FILMES · RIO · VENEZA

Deixe uma resposta