Animais Noturnos

NOCTURNAL ANIMALS


Uma mulher se senta para ler um livro. Ela o abre vagarosamente. “Olha para o título – ANIMAIS NOTURNOS – e logo vê o narrador descrever suas sensações. Ela o imagina entrando nessa casa, no zoológico, pelas sombras, em torno dos tanques de vidro sob a luz purpura embaçada, vendo estranhas criaturas agitadas, de orelhas enormes e olhos esbugalhados, pensando que o dia é a noite.” Ela vira a página. Capitulo 1.

Então, o tempo se funde com o espaço, entre livro, filme e uma hipnose em duas partes: A historia de Amy Adams, essa mulher que recebe do ex-marido um livro para ler. A historia de Jake Gyllenhaal, o personagem desse livro, em férias com sua família. Duas histórias. Dois golpes. De “Tony e Susan”: O romance dentro do romance, ou talvez um thriller pela noite, o horror estrada afora, dois carros, um acidente. Um choque. Ou senão os RELATOS SELVAGENS que delimitam as fronteiras entre a civilização e a barbárie, a justiça e a vingança. Que colocam em debate, leitor e escritor, cinema e público, ficção e realidade. Esse é o jogo. A aposta.

(*) Crônica livremente inspirada do material cedido pela Filmnation. Inclui trecho do livro “Tony & Susan”, de Austin Wright
RATING: 70/100

TRAILER

Article Categories:
FILMES · MOSTRA SP · TIFF · VENEZA

Comments

  • Eu li comentários elogiosos sobre o filme, eu acho que não deve perdê-la. Quando um filme tem um bom drama roteiro vai certamente tornar-se parte da história, desta vez podemos ver Jake Gyllenhaal em um personagem mergulhou incapaz de sentir qualquer coisa, para que você sinta o mesmo desespero que. Do mesmo diretor de Buyers Dallas Club, Jean-Marc Vallée que alcança uma grande direção, o que faz um grande drama filme Demolition, o elenco inclui Naomi Watts e Chris Cooper. Talvez no final, o ritmo é muito diferente na história, ainda consegue ser um grande filme.

    Scarlet Nava 15 de fevereiro de 2017 18:17 Responder

Deixe uma resposta