O Lar das Crianças Peculiares

miss-peregrines-home-for-peculiar-children

Das MÃOS DE TESOURA ao BARBEIRO DEMONÍACO; do PLANETA DOS MACACOS ao PAÍS DAS MARAVILHAS, um diretor a filmar as SOMBRAS DA NOITE, os ESTRANHOS MUNDOS, sempre ao seu modo, entre o pastelão e o absurdo, o grotesco e o gótico, talvez peculiar, como sempre, como agora nesse estranho orfanato de CRIANÇAS PECULIARES, especiais, invisíveis, rarefeitas, capazes de infinitas proezas, dominar o tempo, o fogo, o gelo, serem fortes, crescerem fortes, inventar e amaldiçoar, visitar outros séculos, projetar sonhos, tanta fantasia e aventura… Esse é, afinal, o livro (de Ransom Riggs), também o filme (de Tim Burton), um tanto estranho, surreal, diria peculiar.

Sim, uma ode às diferenças, como outrora fizeram X-Men e Harry Potter, ao sobrenatural e supernatural, como tantos personagens da Marvel e DC Comics, uma “Liga Extraordinária”, estranha, ilimitada, pelo qual o (ser) excêntrico é motivo de orgulho e cobiça. Um filme que transita pelo tempo, indo e voltando em torno do protagonista, outrora um MENINO DE PIJAMA LISTRADO e HUGO CABRET, mas agora um adolescente e, portanto, um caçador de monstros, em busca de seu lugar, de seu futuro, talvez alguém, mesmo que seja essa excêntrica Peregrine e suas DESVENTURAS EM SÉRIE.

E é nesse Orfanato, em uma ilha qualquer, em um tempo qualquer, que Tim Burton filma sua infância com toques de terror, depois amor, um pouco de idílio e descanso, para depois desenvolver sua “estranheza”, a sensação de ser diferente, deslocado, esquisito e, ao final do dia, voltar ao início, como um sonho, poderoso e misterioso, como nesse filme, um conto (de fadas) para crianças (peculiares), outra história “coming age” que surge, entretêm, nos diverte, e depois some no limbo, em alguma fenda temporal da memória, porque de tão “peculiar”, nada tem de especial, nem no argumento, nem no visual. Apenas comum. Como tantos outros que se perdem na multidão (e na ambição).

RATING: 67/100

TRAILER

Article Categories:
FILMES

Deixe uma resposta