Amor & Amizade

LOVE & FRIENDSHIP


Com orgulho e preconceito, razão e sensibilidade, um pouco de música e corte, senão um tanto de pompa e circunstância em Langford… Eis o drama, a comedia, um misto de AMOR & AMIZADE: Os infortúnios de uma mulher divinamente atraente, na tela, no palco, no convescote, literalmente o diabo, uma dama, senão Kate Beckinsale em seu jogo oportunista e desonesto, divertidamente astuto e calculista, diria altamente inescrupuloso. E ao seu redor, a família, a burguesia, os amigos. Todos são peças de seu pequeno tabuleiro, cada lady e lorde. Cada visita inesperada. No campo. Na cidade. Afinal em Churchill. Um cinema que se desfolha como um livro aberto e, sim, é teatralmente atraente.

Dessa falsidade cativante. Dos conhecimentos frívolos. Das armadilhas da Belle Époque. Cada ousadia, cada insolência do saboroso texto de Whit Stillman (com os floreios de Jane Austen), tudo é um belo flerte aos nossos olhos. Um delicioso passatempo. Uma amizade especial. Belas conversas. Tão inteligentes. Tão ardilosas. Logo se desenha um plano, um golpe (de mestre?), ou talvez um casamento. A família diria impossível, a amiga dita improvável, mas sabemos que, pela falácia da juventude, pelo frescor revigorante, está realmente encaminhado. Ou não… Porque, de repente, foge Frederica. Surge Frederica. Onde está Frederica?

Um novo personagem, uma filha adorável, um pouco de encanto. Eis a vivacidade: Frederica correndo pela tela afora e com ela, o casamento prometido da mãe. O luto se vai. A projeção avança. Outro plano engenhoso se desenrola. Frederica está triste. Oh Coitada! Os jovens são tão impulsivos por suas decisões! Por tais razões (tortas), por tais sentidos (difusos), por essa (i)moralidade, as engrenagens rodam. Sem censura. Sem estardalhaço. Apenas os dados, os joguetes, as marionetes teimando em seu livre-arbítrio. Os fatos parecem terríveis. A reputação, perdida. O julgamento, deteriorado. A desconfiança, intolerável. Uma compreensão misteriosa torna a relação mais intensa. O filme mergulha nos estratagemas, nas maquinações, nas reviravoltas. E com ele, por esse roteiro extraordinário, por essa Lady Susan, em sua graça, em seus pretendentes, mergulhamos num grande entretenimento.

RATING: 75/100

TRAILER

Article Categories:
FILMES · ROTTERDAM · SUNDANCE

Deixe uma resposta