Tomorrowland

TOMORROWLAND
“Você pode sonhar, criar, desenhar e construir o mais incrível lugar do mundo,
mas precisa de pessoas para fazer desse sonho, realidade.”
Walt Disney


De volta ao passado, para imaginar o futuro… Eis a essência de TOMORROWLAND: Um filme que, ao final, nada tem de extraordinário, senão a inspiração, a faísca que ilumina o (en)gênio de Brad Bird, o cineasta capaz de feitOS INCRIVÉIS, de GIGANTEs DE FERRO e missões impossíveis, mesmo de um simples RATATOUILLE, mas a cada filme, como um bom contador de historias, sempre a nos encantar com seus sonhos, seus mundos, suas aventuras. E aqui, o (doce) amanhã, esse ideal vindouro de temperança e prudência, fortaleza e justiça, contrário ao futuro que o cinema panfleta, o caos, o apocalipse, O DIA DEPOIS DE AMANHÃ cheio de som e fúria, poeira e MAD MAX.

E para tal, o cineasta vai à essência de tudo, ao conceito, à criatividade, senão à ideologia da Disneylândia e sua pequena utopia: E é ali, em 1964, nos primórdios da revolução tecnológica, que Athena, outrora o cerne da civilização e sabedoria, encontra seu herói, esse menino que jamais ousou desistir de seus inventos e bugigangas, assim como Disney e sua fantasia, Bird e suas histórias maravilhosas, o próprio George Clooney, ali, um garotinho cheio de ambição e probabilidades diante desse futuro glorioso e, sim, também desse filme: Uma terra de sonhos permeada por campos de trigo, a explosão do passado, a narrativa em clima de anos 80, nostalgia e figurinhas geek, da mitologia Spielberg, Indiana Jones e Princesa Leia, megatons e raios gamas, robôs e animatrons. Perigo! Perigo! Puff! Foi vaporizado!

Funciona? Não funciona? É melhor? Divertido? Inspirador? Possível? Esse é o espirito desse mundo, então se divirta… Sonhe! E sendo otimista, alimentando o lobo certo, sem desistir, jamais desistir, viajar por esse universo, a visão, ao infinito e além, mais longe, mesmo ao inimaginável, aos poucos vemos o espetáculo e o êxtase de acreditar nesse lugar secreto, sem burocracia, politica ou limites. Apenas o pensamento e a vontade de consertar o mundo. Eis o futuro e, sim, é bem bonito.

RATING: 67/100

TRAILER

Article Categories:
FILMES

Deixe uma resposta