Club Sandwich

12 out, 2013


Com CLUB SANDWICH, o diretor do revelador LAKE TAHOE volta a voar alto, dessa vez com uma comédia muito pessoal e particularmente estimulante, basicamente María Renée Prudencio, Lucio Giménez Cacho e Danae Reynaud. Três personagens e um único cenário. Três interpretações de corpo, muito mais física que retórica, apenas os olhares, os gestos, os relances. O verão.

E minimalista, se filma esse passeio na praia. Um retrato único, estranho e divertido, sobre o batido tema do despertar sexual adolescente e que aqui, Fernando Eimbcke isola (em) seus personagens, e nos com eles, todos em um desolado hotel em baixa temporada (Outra TEMPORADA DE PATOS?), onde nada acontece e tudo acontece.

E nesse ambiente hermético e solitário, nessa comedia sobre o tedio, aos poucos se ressalta a melancolia, a complexa relação entre mãe e filho, a confusão e excitação dele, o instinto e dependência dela e todo esse processo de maturação que brota em 40 graus, entre quatro paredes, oxigenado por uma piscina desértica e alimentado à base de sanduiches e que explode com a presença de um terceiro elemento, Jasmine.

Um ponto de partida cheio de conflito e sensivelmente dramático que acaba por resultar em um argumento inteligente. E assim o é graças ao próprio estilo do diretor, sempre muito calado, muito original, a mesma ironia, o mesmo humor, a tristeza latente que pontua sua obra. E desse sentimento de imobilidade, desse instante de rebelião, o publico guarda um sorriso fugaz. O mesmo que fica no rosto depois do primeiro beijo.

Spoiler Rating: 76

————————————————————————————TRAILER:



Related Posts

1 Comment

Deixe uma resposta