O Berço do Oscar 2013



Sundance 2011 emplacou sete indicações ao Oscar 2012. É mais do que Wood Allen conseguiu com sua MEIA NOITE EM PARIS, que Alexander Payne conseguiu com seu OS DESCENDENTES e que Spielberg conseguiu com seu CAVALO DE GUERRA. Foram quatro indicações em Documentário, duas em filme, duas em curta; E, claro, teve uma indicação em Filme Estrangeiro e outra em Roteiro Original, além de vários contenders fortes nas categorias de Melhor Ator e Atriz.

E assim é Sundance: Berço do cinema independente americano, realizado no local mais mórmon de Utah, o festival é (in)discutivelmente a maior referência (marco?) do cinema experimental, barato e cult do mundo, o centro da controvérsia e das esperanças dos novos autores, terra dos negócios, das oportunidades e uma das maiores vitrines do Oscar na categoria de Documentários e Roteiros.

O que Sundance 2012 reservou para o Oscar 2013? Difícil dizer… Mas certamente há muito que especular: Fox Searchlight, the Weinstein Co., Sony Pictures Classics, Oscilloscope Films e IFC Films leiloaram cada fotograma de BEASTS OF THE SOUTHERN WILD, filme de estréia de Benh Zeitlin, Melhor Filme e Fotografia segundo o Júri e, certamente um dos Melhores Filmes do ano.


Talvez porque seja uma historia de amor, filmada com paixão, cujo resultado é poesia e êxtase. Cheiro e gosto. Água e terra. BEASTS OF THE SOUTHERN WILD é simplesmente o que A ÁRVORE DA VIDA deveria ter sido e não foi. A vida que TIO BOONMEE viveu e esqueceu: Exuberante, gramíneo, lamacento, lodoso, frondoso, fedido, primordial, escorregadio, aguado; Uma história de fragmentos ligados entre si como clipes de papel. Uma história que, confesso, odiaria ter, mas amei ver e que a Fox Searchlight comprou por uma exorbitância. Talvez com a idéia de concorrer ao Oscar 2013 e, não seria muita pretensão dizer, em Melhor Filme, Diretor, Roteiro Original, Fotografia e Atriz com essa extraordinária menina, Quvenzhané Wallis.

Por $6 Milhões, a Fox Searchlight comprou ainda THE SURROGATE e não é novidade: Depois de INVERNO DA ALMA e MARTHA MARCIE MAY MARLENE, estávamos ansiosos para ver o que John Hawkes tinha a nos oferecer como protagonista. E aqui ele vive aprisionado em um pulmão de ferro. Um homem de vidro com aspirações de perder a virgindade… com Helen Hunt! Enfim, um filme que respira Premiações na temporada Ouro de Hollywood.

Assim como SIMON KILLER promete uma boa carreira no circuito de Festivais. Com Direção de Antonio Campos, produção de Sean Durkin e o ator fetiche de Lars Von Trier e Gragg Araki, eis um fenomenal estudo de personagem, o lado negro de UMA LINDA MULHER arrebatado por uma quantia desconhecida pela IFC Films. O retrato de um sociopata, o sexo explícito e o Rating NC-17 não ajudarão no Oscar, mas a fita promete trilhar o mesmo caminho de sucesso visto com AFTERSCHOOL e MARTHA MARCIE MAY MARLENE e, com sorte, chega ao Brasil, no Festival do Rio ou Mostra SP.


Para o Festival Mix Brasil, duas jóias: A primeira é um filme gay, de um cineasta gay (Ira Sachs), com musica de um gay (Arthur Russell), sobre um gay fazendo um documentário sobre um artista gay (Avery Willard). Enfim, o tipo de cinema de consumo ideal para o público GLBT, com fortes pretensões de levar o Teddy no Festival de Berlim. O segundo, é mais delicado e, não à toa, levou o Prêmio de Roteiro. O chileno YOUNG & WILD fala de Religião e sexo e lembra uma espécie de SCOTT PILGRIM CONTRA O MUNDO, só que com meninas e mais sexo.

Também do Chile, veio o postulante ao Oscar 2012 de Melhor Filme Estrangeiro, VIOLETA SE FUE A LOS CIELOS, co-produção entre Chile, Brasil, Argentina e Espanha que conta a tumultuosa e excitante vida da cantora e ícone popular Violeta Parra. Foi um dos destaques do Festival, como também foi o cinema canadense (INDIE GAME: THE MOVIE e MONSIEUR LAZHAR), indiano (VALLEY OF SAINTS) e australiano (WISH YOU WERE HERE). O tenso filme de Kieran Darcy-Smith, aliás, consagra a mesma escola vista em REINO ANIMAL, SNOWTOWN e SANSÃO E DALILAH e coloca Joel Edgerton em rota de colisão com a fama.

Houve, naturalmente, decepções: O novo filme de Stephen Frears, LAY THE FAVORITE, provou ser inconseqüente demais, fútil demais. Deve vender bem nos EUA, comercial do jeito que é, mas no Brasil, certamente sai direto em DVD, como foi O RETORNO DE TAMARA. O novo filme de Rodrigo Cortés (ENTERRADO VIVO) foi chamado de “Caça-Fantasmas” o que, convenhamos, não é um elogio para um filme de suspense. De fato, não é um mau filme, mas é bem inferior a estréia do Diretor. E WRONG, do mesmo diretor do nonsense RUBBER, provou ser, digamos, um erro como diz o titulo.

Apostas para o Oscar 2013

BEASTS OF THE SOUTHERN WILD
THE SURROGATE
ROBOT AND FRANK
THE HOUSE I LIVE IN
THE INVISIBLE WAR
SEARCHING FOR SUGAR MAN
DETROPIA
INDIE GAME: THE MOVIE
CELESTE AND JESSE FOREVER
ARBITRAGE
Article Tags:
·
Article Categories:
AWARDS · FESTIVAIS

Comments

  • Adoro Sundance! Vamos ver os filmes e nomes que serão revelados aqui e que poderão já iniciar a corrida para o Oscar 2013.

    Kamila 29 de janeiro de 2012 17:47 Responder

Deixe uma resposta