AnimaMundi 2010 | Programação


Ao completar 18 anos, pode-se dizer que o Anima Mundi chega à maioridade comemorando a expansão do mercado brasileiro de animação. As mais de 300 inscrições de filmes brasileiros este ano, os longas em produção e as séries para a TV em pleno desenvolvimento podem atestar a efervescência do setor.

Responsável direto por toda esta revolução na área, o Anima Mundi – criado em 1993 pelos animadores Aída Queiroz, Cesar Coelho, Lea Zagury e Marcos Magalhães – deixou de ser apenas uma vitrine de exibição de curtas e longas-metragens para se tornar uma verdadeira plataforma de difusão, debate e fomento ao setor no país.

Um dos três maiores eventos de animação do mundo e o maior do hemisfério sul, o Anima Mundi já exibiu 5.927 filmes e levou quase 1 milhão de espectadores às salas de cinema, oficinas, debates e workshops que promoveu.

Para o Anima Mundi 2010, os diretores receberam mais de 1500 inscrições e selecionaram 452 filmes, de lugares como França, Alemanha, Austrália, Israel, Polônia, Argentina, Taiwan, Letônia, Coréia do Sul, Finlândia, Rússia, Singapura e China, além da estreante Macedônia. O país com maior número de obras é o Brasil, com 108 títulos.

Como convidado especial, Stephen Hillenburg, criador do personagem-fenômeno Bob Esponja, exibido em dezenas de países e responsável por movimentar milhões de dólares com direitos e licenciamentos mundo afora. Ele contará um pouco da história da animação – criada de forma despretensiosa por ele, um ex-professor de Biologia Marinha – e exibirá vídeos exclusivos do personagem.

Além de apresentar um Papo Animado – onde mostrará parte de sua obra e responderá a perguntas dos fãs –, Hillenburg é também o convidado de honra do V Anima Forum.

A cada edição, o Anima Forum vem ampliando seu espectro de discussão. Este ano, serão debatidas propostas para a formação de profissionais brasileiros, a produção de animação em 3D estereoscópio e o ensino em algumas das melhores escolas internacionais.

Além destes painéis e palestras, três Master Classes inauguram um formato inédito no festival, com aulas de profissionais conhecidos internacionalmente, todas abertas ao público pagante: Jordi Grangel, co-diretor do estúdio Grangel, em Barcelona, dará uma Master Class sobre a criação de personagens, adereços, figurinos, cenários e esculturas de um de seus trabalhos mais celebrados, o longa A NOIVA CADÁVER, dirigido pelo americano Tim Burton. O técnico de som canadense Andy Malcom vem dividir com o público brasileiro as suas quatro décadas de experiência. Em uma apresentação interativa, ele vai convidar a plateia a participar do processo de criação de sons para uma animação.

O brasileiro Guilherme Marcondes, diretor do bem-sucedido ‘Tyger’, sucesso na edição 2006 do festival, completa a trinca de ‘professores’ da Master Class. Além deste encontro, Guilherme dará uma Papo Animado, em que exibirá parte de sua produção e responderá a perguntas do público.

Article Tags:
Article Categories:
FESTIVAIS

Deixe uma resposta