As duas faces do Oscar

O anúncio dos indicados ao Oscar 2010 refletiu um ano polarizado: De um lado GUERRRA AO TERROR, nove indicações, incluindo Melhor Filme e Diretor – O predileto de produtores, diretores e crítica em geral. Do outro, AVATAR, as mesmas nove indicações, o mesmo favoritismo e um genuíno recorde de bilheteria. Dois filmes trilhando caminhos opostos, dividindo opiniões, mas resolvidos em família, ou melhor, ex-família. Kathryn Bigelow e James Cameron foram casados, se separaram e agora dividem as atenções. Ele, o magnata do entretenimento que revolucionou o cinema; Ela, a mulher que humanizou o gênero de Guerra.

Ambos são o tempero especial de um Oscar que vai consagrar tudo em dobro. Dois apresentadores (O charme sarcástico de Alec Baldwin apoiado na experiência de Steven Martin). Duas festas (Lauren Bacall teve festinha particular para seu Oscar honorário) e, naturalmente, o dobro de indicações à Melhor Filme…

Que afinal , não foi tão ruim (Digo, poderia ser pior). Dez indicados diluem a importância da categoria pela metade, mas duplicam os holofotes, a bilheteira e enfim, a grana! Na verdade, o que se pode levar a sério é os que foram validados para Diretor, ou seja, AVATAR, GUERRA AO TERROR, PRECIOSA, AMOR SEM ESCALAS e BASTARDOS INGLÓRIOS.

Os outros são gentilezas: O favorito em Animação, UP – ALTAS AVENTURAS desfez o erro de esnobarem WALL-E, ano passado. EDUCAÇÃO preencheu a clássica vaga de filme inglês. O original sci-fi DISTRITO 9 e o judeu UM HOMEM SÉRIO fecham a categoria de Melhor Filme junto com SIMPLESMENTE UM SONHO, o lado “cego” da Academia que entrou nas finais somente para carimbar o Oscar de Sandra Bullock.

Sim, Bullock é favorita como Atriz, não pelo talento, mas pelo carisma. Assim como Jeff Bridges, como Melhor Ator por CORAÇÃO LOUCO. Há outros atores potenciais na disputa, George Clooney, Colin Firth, Morgan Freeman… Mas Bridges tem à seu favor o fato de nunca ter ganho em 5 indicações. Esse é seu ano, assim como o de Christopher Waltz e Mo´Nique, coadjuvantes por BASTARDOS INGLÓRIOS e PRECIOSA e grandes barbadas do ano.

O fato de ambos os protagonistas ao Oscar 2010 repetirem o numero de indicações é um fato curioso. AVATAR passou longe das 14 indicações de TITANIC e perdeu diversos Prêmios para GUERRA AO TERROR, inclusive os mais importantes, como o Prêmio do Sindicato dos Produtores e Diretores e entre os atores, sequer foi indicado. Ou seja, os tais “Oscars técnicos” não é a moleza que se espera… É favorito, sim, aos Oscars de Efeitos Visuais, Mixagem de Som e Edição de Som, talvez em Direção de Arte, mas em Fotografia e, principalmente, Edição, disputa em igualdade com o seu oponente, GUERRA AO TERROR, que repete as indicações de AVATAR, mas com pedigree maior, já que compete pelas estatuetas de Melhor Roteiro e Ator.

O Oscar de Edição (ou Montagem) é, aliás, o maior precursor do Oscar de Melhor Filme. Sempre foi… É uma tradição, mas no Oscar 2010 o Prêmio que fará a diferença é mesmo o Oscar de Melhor Roteiro Original. Se Quentin Tarantino (BASTARDOS INGLÓRIOS) perder a estatueta para Mark Boal (GUERRA AO TERROR), então tudo se define em favor do filme de Bigelow, mesmo que AVATAR ganhe Melhor Edição.

Entre os Estrangeiros, vale destacar o feito sem precedentes de duas fitas latinas indicadas: A TETA ASSUSTADA (Peru) e O SEGREDO DOS SEUS OLHOS (Argentina) concorrem com AJAMI (Israel), O PROFETA (França) e o grande favorito, a Palma de Ouro em Cannes, A FITA BRANCA (Alemanha). A dupla indicação latina é a prova do amadurecimento de um cinema que consagrou também o Uruguai (GIGANTE e MAL DIA PARA PESCAR) e Chile (A CRIADA). E não para por aí: Colombia (CONTRACORRIENTE) e Bolivia (SOUTHERN DISTRICT) já foram premiados esse ano, em Sundance.

Entre os esnobados, foram poucos: INVICTUS cedeu lugar para o marketing de Sandra Bullock; (500) DIAS COM ELA foi cortado de uma categoria muito forte (Roteiro Original); PARCIALMENTE NUBLADO não compete entre os Curtas de Animação e ONDE VIVEM OS MONSTROS poderia ter sido lembrado, ao menos, como Melhor Canção (Embora, estejamos aliviados por esquecerem também de “I See You”).

Surpresas? Foram poucas também… A maior foi a indicação de Maggie Gyllenhaal (Finalmente!) como Coadjuvante de CORAÇÃO LOUCO e a lembrança de DR.PARNASSUS e THE YOUNG VICTORIA entre os prêmios técnicos.

Article Tags:
Article Categories:
AWARDS

Comments

  • sinceramente, estou bem satisfeito com essa lista. concordo com todas as observações feitas acima e estou na torcida para o grande vencedor ser guerra ao terror. vale realmente premiar o prêmio, que foge dos convencionais dramas de filmes de guerra.

    Victor 8 de fevereiro de 2010 9:41 Responder
  • Corrigido Matheus… Valeu!

    Maurício 7 de fevereiro de 2010 19:11 Responder
  • Titanic obteve 14 indicações ao Oscar e não 13 como está no texto ;D
    Muito bom.

    Matheus 7 de fevereiro de 2010 18:32 Responder

Deixe uma resposta