Os critérios obtusos do Guild de Roteiristas

O Sindicato dos Roteiristas, o mesmo que provocou o cancelamento do Globo de Ouro em 2008, por causa da Greve dos Roteiristas resolveu mudar as regras de elegibilidade para sua premiação, o WGA Awards.

O resultado é a pronta eliminação de vários front-runners da disputa, entre eles: Nick Hornby (EDUCAÇÃO), Wes Anderson & Noah Baumbach (O FANTÁSTICO SR. RAPOSO), Neill Blomkamp & Terri Tatchell (DISTRITO 9), Bob Peterson (UP – ALTAS AVENTURAS) e a equipe de IN THE LOOP.

Mais: Todos os filmes da distribuidora The Weinstein Co. (NINE, DIREITO DE AMAR, A ESTRADA e BASTARDOS INGLÓRIOS) também estão inelegíveis porque o estúdio não fez nenhuma cabine para o Guild. Isso porque, de acordo com as regras, todos estariam naturalmente inelegíveis porque nenhum dos roteiristas é membro do Guild e, em solidariedade a Tom Ford, Joe Penhall e Quentin Tarantino, a distribuidora cancelou a campanha de NINE (Elegível) para a premiação também. Lembrando que a empresa dos irmãos Weinstein passou por uma forte crise financeira recentemente e toda e qualquer economia é bem vinda…

Pelo mesmo motivo todos os demais filmes do segundo parágrafo foram excluídos também. O guild é reticente em considerar e indicar apenas os trabalhos de seus membros. Quem está fora do clube, não merece reconhecimento, mesmo que tenha mérito.

A premiação do WGA já teve omissões importantes no passado como WALL-E, SIMPLESMENTE FELIZ, NA MIRA DO CHEFE e O CASAMENTO DE RACHEL, só para citar 2009.

O resultado disso é uma premiação incoerente e cada vez menos representativa e precursora da principal premiação de cinema do ano, o Oscar. Uma pena…

Article Tags:
Article Categories:
AWARDS

Comments

  • Cada vez mais não entendo os critérios usados por algumas premiações, alguns são tão absurdos que nem são dignos de comentário. Mas é fato mesmo que a seleção do WGA estará muito diferente daquela vista no Oscar.

    Vinícius P. 7 de janeiro de 2010 2:04 Responder

Deixe uma resposta