Dossiê Oscar 2009: Melhor Direção de Arte

O prêmio de Direção de Arte é geralmente dividido entre Desenho de Produção, ou seja, a concepção do storyboard, a ambientação e a cenografia do filme, e a Decoração de Sets que basicamente é o trabalho de disposição de objetos, mobiliário e adereços usados nos filmes. Evidentemente, tudo adequado ao período histórico em que se passa a estória. Portanto, os indicados quase sempre são filmes de época ou ficção-fantasia (como todos os cinco casais de 2009), sendo muito raro um filme contempôraneo ser indicado.

É preciso um entrosamento muito grande entre os dois (um dos mais famosos é o casal Dante Ferreti e Francesca Lo Schiavo, que fizeram O AVIADOR). Afinal são eles os responsáveis pelo visual do filme. Basicamente é um trabalho meticuloso que exige muita pesquisa no caso de filmes de recriação de época, ou muita criatividade no caso dos célebres filmes de ficção científica. Eis os indicados desse ano:

O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON | Donald Graham Burt & Victor J. Zolfo
Resenha | Site Oficial

Benjamin Button tem uma característica incomum: Nascido com oitenta e poucos anos, ele rejuvenesce a cada dia que passa. Ainda assim, é um homem como qualquer outro, que não pode parar o tempo e precisa percorrer seu caminho, vivendo a sua história ao lado das pessoas que conhece e os lugares que freqüenta durante a sua jornada. Mas sua história é, principalmente, sobre o amor, e a dificuldade de estar ao lado de uma bela mulher, que envelhece enquanto ele fica mais jovem a cada dia.

Histórico
É a primeira indicação da dupla ao Oscar. Por esse trabalho, eles ganharam o Art Directors Guild Awards (O Prêmio do Sindicato) na categoria de Melhor Direção de Arte em Filme de Época.

——————————


O CAVALEIRO DAS TREVAS | Nathan Crowley & Peter Lando
Resenha | Site Oficial

Batman (Christian Bale), o Comissário Jim Gordon e o advogado Harvey Dent unem seus esforços para deter a vilania do Coringa (Heath Ledger), um assassino em série que se veste de palhaço, se comporta de forma teatral e tem o único propósito de causar sofrimento aos cidadãos de Gotham. Ao mesmo tempo, Batman ainda tenta combater a corrupção e enfrentar a chegada na cidade do chefão do crime Salvatore Maroni.

Histórico
É a segunda indicação de Nathan Crowley ao Oscar. Ele foi indicado em 2006 por O GRANDE TRUQUE. Peter Lando é indicado pela primeira vez. Por esse trabalho, eles ganharam o Art Directors Guild Awards (O Prêmio do Sindicato) na categoria de Melhor Direção de Arte em Filme de Fantasia.

——————————


A TROCA | James J. Murakami & Gary Fettis
Resenha | Site Oficial

Uma mãe desesperada (Angelina Jolie) reza para que a polícia consiga encontrar seu filho que fora sequestrado. As preces são atendidas, e a criança volta para casa. Mas não demora muito e a mãe começa a desconfiar que aquele menino não é o seu filho.

Histórico
É a segunda indicação da dupla ao Oscar. James J. Murakami foi indicado em 1984 por UM HOMEM FORA DE SÉRIE. Gary Fettis foi indicado em 1990 por O PODEROSO CHEFÃO III. Por esse trabalho, eles também foram indicados ao Art Directors Guild Awards (O Prêmio do Sindicato) na categoria de Melhor Direção de Arte em Filme de Época.

——————————


FOI APENAS UM SONHO | Kristi Zea & Debra Schutt
Resenha | Site Oficial

Jovem casal (Leonardo DiCaprio e Kate Winslet) que vive no subúrbio de Connecticut, durante os anos de 1950, luta para lidar com seus problemas pessoais enquanto tentam criar os dois filhos de forma digna. Adaptação do romance escrito por Richard Yates.

Histórico
É a segunda indicação de Kristi Zea ao Oscar. Ele foi indicado em 1997 como Produtor de MELHOR, IMPOSSÍVEL. Debra Schutt é indicada pela primeira vez.

——————————


A DUQUESA | Michael Carlin & Rebecca Alleway
Resenha | Site Oficial

Ambientado na Inglaterra aristocrática do século 18, o filme faz uma crônica da vida de Georgiana, Duquesa de Devonshire, que foi vitima de calúnia e injúria por causa de sua extravagência pública e privada. Adaptação do romance escrito por Amanda Foreman, “Georgiana, Duchess of Devonshire”.

Histórico
É a primeira indicação da dupla ao Oscar

——————————

O Oscar de Melhor Direção de Arte…
Contemplando quatro décadas de história em película, além de locações em praticamente todo o mundo, O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON é o desenho de produção mais vasto e tecnicamente mais díficil. É um trabalho sútil, com destaque maior para os adereços e decoração de cena com vários objetos pitorescos. O filme é o atual favorito na categoria, levando Prêmios importantes como a premiação do Guild e do BAFTA.

O CAVALEIRO DAS TREVAS também ganhou o Prêmio do Sindicato, na categoria de Fantasia e em tese é o runner up, pela composição de Gotham City, maior e mais complexa do que foi em BATMAN BEGINS. Um trabalho parecido é feito na Los Angeles dA TROCA, em especial, na recriação de objetos de cena e dos veículos do filme. Ambos têm pedigree para surpreender BENJAMIN BUTTON. A DUQUESA e FOI APENAS UM SONHO fecham a lista e são meros azarões na disputa.

Article Categories:
AWARDS

Comments

  • No meu ponto de vista o Melhor Design de Produção na época da premiação( e até hoje) dO Cavaleiro das Trevas, que obteve mérito ao recriar a “BatCaverna”, além de outros cenários que vão do obscuro ao soturno.

    héber ribeiro 3 de fevereiro de 2013 9:43 Responder
  • “O Curioso Caso de Benjamin Button” deve vencer.

    Kamila 15 de fevereiro de 2009 23:06 Responder
  • Acho que esse será um dos poucos prêmios que “O Curioso Caso de Benjamin Button” levará e é bastante merecido, realmente a direção de arte do filme é fantástica. Dos outros, só vejo alguma chance para “O Cavaleiro das Trevas”, mas é MUITO difícil o filme vencer aqui.

    Vinícius P. 15 de fevereiro de 2009 19:41 Responder

Deixe uma resposta