Vermelho e preto imperam em noite pouco criativa e figurinos sem escândalos

O preto e o vermelho imperaram na noite de ontem no tapete do Oscar 2008, em noite de vestidos pouco criativos e sem escândalos.

A modelo Heidi Klum foi uma das primeiras a chegar, com seu figurino de gala clássico, da cor de sangue. As atrizes Helen Mirren (A RAINHA), Anne Hathaway (O DIABO VESTE PRADA) e Katherine Heigl (da série “Grey’s Anatomy” e do filme VESTIDA PARA CASAR) foram outras das que seguiram a cor do tapete.

Entre as mulheres de preto, Tilda Swinton, vencedora do prêmio de atriz coadjuvante por CONDUTA DE RISCO, optou por um vestido de um ombro só, com excesso de tecido e corte grego.A grávida Nicole Kidman apareceu com a mesma cor, em um vestido clássico e discreto, como Ellen Page e Jennifer Garner (JUNO).

Um dos trajes mais excêntricos ficou a cargo de Diablo Cody, 29, a ex-stripper que venceu o prêmio de roteiro original por JUNO. De cabelos curtos e franja pretos, forte batom vermelho, chamava mais a atenção a estampa de onça do seu vestido folgado.

Outra que marcou o tapete foi Marion Cotillard (melhor atriz por PIAF), que parecia perseguir o “look” de uma sereia (ou de um peixe) em seu vestido cheio de escamas. Grávida, Cate Blanchett também se destacou, com vestido delicado, em tom violeta.
O troféu “escorregada” ficou com Rebecca Miller, que chegou com Daniel Day-Lewis (SANGUE NEGRO) e um sapato de zebra dando suporte a uma saia de renda e um corpete pretos, preso com laços vermelhos.

Por Cristina Fibe – Folha de São Paulo

Article Tags:
Article Categories:
AWARDS

Deixe uma resposta