Mundo Oscar 2008 | Maquiagem

Quando NORBIT estreou nas salas de cinema, em 2007, poucas pessoas acreditaram que Eddie Murphy interpretava três personagens simultaneamente. Primeiro, ele apareceu como o mocinho do filme, um nerd perfeitamente estereotipado. Mas, tudo bem! Todo mundo reconheceu o ator (apesar de sua vergonhosa interpretação). Em seguida, surge o Sr. Wong, um chinês enigmático. Nele, a pele está diferente, o rosto esticado e os cabelos grisalhos e lisos. Um bom trabalho. Agora, quando a imensa Rasputia entra em cena, consagra-se o trabalho do maquiador. Pesando por volta de 200 quilos, a donzela desfila um corpo que não foge uma grama da realidade; toda orgulhosa de sua celulite, estrias, dobras…


NORBIT
Rick Baker & Kazuhiro Tsuji
Trailer | Crítica | Site Oficial

Enterrado naquela gordura – na mesma linha dO PROFESSOR ALOPRADO -, Eddie Murphy galgou o prestígio de uma indicação ao Framboesa de Ouro – premiação dos piores do ano. E corre o sério risco de ganhar, visto que também concorre em três outras categorias. Em NORBIT, o talento mesmo ficou a cargo do maquiador Rick Baker, que conseguiu o reconhecimento dos membros da academia e, quem sabe, uma possível premiação do Oscar.


PIAF
Didier Lavergne & Jan Archibald
Trailer | Crítica | Site Oficial

Mas Didier Lavergne e Loulia Sheppard não deixarão a disputa fácil. Os franceses assinam o longa-metragem PIAF e, com linhas mais clássica, ajudaram Marion Cotillard a viver uma das maiores cantoras da história. E não foi fácil. A equipe levava cerca de cinco horas para poder terminar o trabalho. Mas o esforço não seria válido se não contasse com a brilhante atuação de Cotillard, indicada (merecidamente) à categoria de Melhor Atriz.


PIRATAS DO CARIBE NO FIM DO MUNDO
Ve Neill & Martin Samuel
Trailer | Crítica | Site Oficial

A terceira parte da franquia PIRATAS DO CARIBE, com maquiagem assinada por Ve Neill e Martin Samuel, finalizam a lista dos concorrentes. Mais ousados que a Resputia, de Rick Backer, e mais surrealistas que a Piaf, dos Didier e Loulia, os maquiadores fizeram bonito e feio, com muito talento. Capitão Jack Sparrow manteve o ar sedutor de Johnny Depp e Orlando Bloom continuou a despertar suspiros com o personagem Will Turner. Mas eles contaram com o apoio de bastante computação gráfica. Dos que estão na disputa, a trama da história conjuga melhor a ousadia da maquiagem com as cenas delirantes. Vai ser difícil ganhar deles.

Article Tags:
· ·
Article Categories:
AWARDS

Comments

  • Piaf – um hino ao amor

    Dyogo Luis 27 de setembro de 2013 12:19 Responder
  • Piratas do Caribe-No Fim do Mundo merecia vencer nesta categoria. Quanto à Norbit, por favor, a Maquiagem de Sweeney Todd-O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet é bem, bem, superior.

    Héber Ribeiro 18 de fevereiro de 2013 20:32 Responder
  • Espero que “Piratas do Caribe” seja o vencedor aqui, o trabalho da Ve Neill é espetacular. Contudo, aposto em “La Vie en Rose”, para premiar “Piaf” de alguma forma. E nem comento uma possível vitória de “Norbit”, seria o fim do mundo! E os indicados (abaixo dos nomes dos filmes) estão trocados, não?

    Vinícius P. 20 de fevereiro de 2008 12:54 Responder
  • ja saiu os compositores atonement levou tres melhor trilha, melhor compositor e melhor trilha filme drama

    Infiltrados no Set 19 de fevereiro de 2008 13:06 Responder

Deixe uma resposta